O anjo Pahaliah está regente entre nós do dia 27 de junho a 1 de julho e a sua essência é redenção que nos permite retificar os erros a que nos levam os desejos exaltados. Permite reconhecer nos desejos o que está conforme com as leis cósmicas e o que não está. A redenção emana da compreensão e observância das regras do funcionamento do cosmos, que nos leva ao re-ligar e ao divino.

Na Invocação pedimos ao Anjo Pahaliah: faz, Senhor, que a minha palavra leve aos outros o gosto das tuas sublimes evidências e que eu me torne para todos os que se perderem no caminho, como um sinal de trânsito.

Na Exortação o Anjo Pahaliah diz-nos: peregrino, sê o percursor, o visionário, o profeta, o revelador das eternas regras do jogo; aquele cuja vocação é falar frente a frente com a pluralidade dos Rostos de Deus.

Os dons do Anjo Pahaliah são: a descoberta das leis cósmicas; guardar castidade e compreensão da sua utilidade no progresso humano; despertar vocação religiosa; argumentos para convencer os incrédulos; proteção contra condutas libertinas e erráticas.

Excertos do livro Invocações e Exortações dos Anjos da Guarda.
Filomena Villas Raposo
anjodaguarda@sapo.pt

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.