A Eslovénia já começou a levantar a maioria das restrições que foram impostas durante as fases mais gravosas da pandemia para controlar o surto viral de COVID-19 no país. A partir de agora, os cidadãos provenientes do espaço Schengen já não são obrigados a apresentar o certificação de vacinação/recuperação nem um teste negativo à chegada à fronteira. A quarentena obrigatória também foi abolida. Aos que vêm de mais longe aplicam-se, todavia, regras diferentes.

"As recomendações da União Europeia sobre a restrição temporária das viagens não-essenciais, que se aplicam aos que chegam à Eslovénia vindos de países terceiros, continuam a ser implementadas nas fronteiras externas ao espaço Schengen, mantendo-se, assim, em vigor", afirma um documento do Conselho do Turismo Esloveno a que o Broader/SAPO Lifestyle teve acesso. O alívio das restrições sanitárias agora anunciado acompanha a evolução da situação pandémica no país.

Desde segunda-feira, deixou de ser obrigatória a apresentação de certificados ou testes no acesso a eventos públicos e a espaços culturais e desportivos, mas continua a ser recomendado o uso de máscara, de desinfeção das mãos e de distanciamento social para prevenir a disseminação do SARS-CoV-2 no território. "Estamos a ver finalmente a luz ao fundo do túnel", refere o Conselho do Turismo Esloveno. Antes da pandemia, o número de turistas portugueses no país estava a crescer gradualmente.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.