São Martinho nasceu em cerca de 316 na antiga cidade de Savaria na Panónia, uma antiga província na fronteira do Império Romano, na atual Hungria.

Viveu uma vida dedicada ao Cristianismo, tendo sido ordenado Bispo de Tours em 371, cidade onde foi sepultado a 11 de novembro de 397, três dias após a sua morte, em Candes.

É precisamente nesse dia que, ainda hoje, se celebra este santo um pouco por toda a Europa, e Portugal não é exceção.

Por cá a tradição é fazer um magusto. Faz-se uma fogueira, assam-se castanhas e bebe-se vinho novo, água-pé ou jeropiga.

Já em Espanha, este dia é chamado de San Martín e a tradição é a matança de porcos, costume que deu origem ao ditado popular 'a cada cerdo le llega su San Martín' (cada porco tem o seu São Martinho), que significa que cada um receberá aquilo que merece. Este costume é celebrado especialmente nas regiões das Astúrias, Navarra, Salamanca e Estremadura.

Prato de Ganso tradicional na Bélgica
créditos: Pixabay

Outro país onde se comemora este dia é a Bélgica, mas apenas numa pequena parte do país, a região Este de Flanders. Aqui, no dia 11 de novembro, as crianças percorrem as ruas com velas e lanternas, cantando músicas sobre o São Martinho e faz-se uma refeição tradicional à base de ganso.

Na Alemanha, tal como em Portugal, também era tradição fazer-se uma fogueira, chamada Martinsfeuer, contudo o objetivo não é assar castanhas, mas sim representar a luz com que os santos iluminam a escuridão, assim como São Martinho levou luz aos pobres com as suas boas ações.

Hoje em dia já não se fazem fogueiras, mas continua a representar-se a luz através das procissões com lanternas chamadas Martins-Zuge, protagonizadas essencialmente pelas crianças. Para os adultos sobre a tradição de adultos bebem vinho quente tradicional de inverno, o famoso Gluhwein.

Procissão de lanternas na Alemanha
créditos: Wikipedia

Em Itália, a tradição assemelha-se um pouco à portuguesa, uma vez que é também a altura em que se prova o chamado vinho novo, em italiano vino novello. Para acompanhar não há castanhas, mas sim um petisco chamado zeppole or frittelle di San Martino, uma espécie de panquecas de São Martinho.

São estas algumas das celebrações de São Martinho pela Europa, com bastantes diferenças de país para país, contudo todas elas com algo em comum, o convívio entre as pessoas, por isso, hoje, não deixe de se reunir com quem mais gosta e desfrutar de umas belas castanhas assadas com jeropiga.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.