Cauã Reymond recordou, nas redes sociais, o dia em que desfilou para o estilista francês Jean Paul Gaultier, um dos momentos altos da sua carreira de manequim. "Se eu não me engano, foi na época que eu morava em Paris, passando muito frio", lamentou o ator e produtor carioca de 40 anos. "Eu comecei a trabalhar como modelo aos 17 anos e, aos 22, como ator", recordou num direto que fez no Instagram com a atriz e modelo Sabrina Sato. "Mas não gostei muito de ser modelo", assume o artista, fã de Cristiano Ronaldo.

Nos primórdios da carreira na representação, Cauã Reymond temeu que os produtores televisivos não o levassem a sério por causa do passado como manequim mas, com trabalho, esforço e dedicação, conseguiu impôr-se como ator. "Poderia ter sido só um galã descamisado", assume o artista, que ultima a preparação de um filme sobre o rei português D. Pedro IV, o primeiro rei do Brasil. Apesar de não ter gostado de trabalhar como modelo, são muitas as fotografias dessa época que partilha nas redes sociais.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.