Os dados pessoais de Lady Gaga foram roubados por um grupo de hackers. A cantora faz parte de uma lista que inclui várias celebridades que foram vítimas de um grupo de piratas informáticos chamado REvil.

O 'ataque' permitiu que estes tivessem acesso a informações confidenciais como contratos, acordos de confidencialidade, números de telefone, endereços de email e correspondência privada.

Entre as restantes vítimas destes hackers estão nomes como Madonna, Nicki Minaj e Bruce Springsteen. Nomes que, tal como Lady Gaga, trabalhavam com o Grubman Shire Meiselas & Sacks, um escritório de advogados ligado à indústria do espetáculo e entretenimento.

Em declarações à revista Variety, responsáveis pelo escritório, situado em Nova Iorque, confirmaram o ataque de que foram alvo.

Os dados pessoais a que os hackers tiveram acesso não foram ainda divulgados, estes ameaçam fazê-lo caso o escritório não pague a quantia de 21 milhões de dólares. Negociação que, segundo se sabe, o escritório está para já a recusar.

Leia Também: Cameron Diaz e Lady Gaga ajudaram na perda de peso de Adele

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.