Tiago Teotónio Pereira marcou este sábado o regresso de novas entrevistas ao programa 'Alta Definição', da SIC. O ator, de 30 anos, aceitou em conversa com Daniel Oliveira contar a história da sua vida.

A morte de Nicolau Breyner

Nicolau Breyner foi casado durante 12 anos com Mafalda Gomes de Amorim Bessa, mãe de Tiago Teotónio Pereira. E foi precisamente durante este tempo de convivência que Tiago e Nicolau estabeleceram uma relação de grande cumplicidade.

Nico, como carinhosamente era tratado pelas pessoas mais próximas, representou para Tiago "um modelo a seguir" e teve um papel importante na sua formação enquanto ator.

Apesar de em casa não se falar muito de trabalho, e de sempre ter ficado claro que cada um tinha o seu caminho, sem interferências de ambas as partes, Nicolau nunca deixou de incentivar o jovem ator. "Ele sempre acreditou em mim, que é uma coisa muito importante", lembra, referindo até que o padrasto acreditava mais nele do que o próprio.

"Nós tínhamos muito em comum, a personalidade era muito parecida... éramos amigos. Foram 12 anos que vivi com ele, não é como se fosse meu pai, porque eu tenho um pai, e adoro o meu pai, mas também adoro o Nico e vou sempre adorar. Vai ser sempre uma referência", continua.

Restam agora as saudades e uma dívida que ficou por cobrar. "Íamos fazer uma peça juntos, que era uma coisa que ue sempre quis... mas pronto, um dia vou fazer uma peça e dedicar-lhe".

A primeira grande perda

Antes da morte de Nicolau Breyner, Tiago lidou com uma outra perda. Um dos seu melhores amigos morreu num acidente de mota.

"Aí o mundo acabou", diz, ao lembrar o momento em que soube da notícia. "Nunca tinha perdido ninguém e a primeira pessoa que eu perco é um amigo meu, da minha idade...", acrescenta, explicando que esta perda uniu ainda mais o seu grupo de amigos e fez com que tenham agora uma ligação para toda a vida.

Um adolescente rebelde e insolente

Tiago confessa ter dado muitos problemas à sua mãe, particularmente na adolescência. "Eu era mesmo insolente", afirma, sem medo de contar que chegou a ser suspenso da escola várias vezes, faltava às aulas e era muito desobediente. "Era estúpido".

Aliás, a sua rebeldia era tanta que Tiago chegou mesmo a recusar conhecer Nicolau Breyner quando a mãe lhe disse que estava a namorar com um homem mais velho.

O doloroso fim do namoro com Filipa Areosa

Pela primeira vez, Tiago Teotónio Pereira aceitou falar sobre o fim da sua relação com Filipa Areosa. O ator garante que a relação acabou sem mal-entendidos ou culpados, mas não esconde que sofreu bastante com a rutura.

"Aprendi muito e cresci muito com ela, foram cinco anos da minha vida importantíssimos. Cada um seguiu o seu caminho, ninguém fez porcaria", garante.

"Passei uma ou duas semanas a chorar, desfeito", confessa, explicando que para ultrapassar a situação enviava fotografias de como estava aos seus amigos. Imagens que mais tarde acabou por recordar para se lembrar de como conseguiu superar aquela fase difícil... agora de sorriso no rosto.

"Eu sou muito, muito inseguro"

A "crueldade" e o escrutínio a que a sua profissão está sujeita, pelo facto de ser pública, tornaram-no numa pessoa ainda mais "insegura, ansiosa e com muitos tiques". Mas estas são características que assume naturalmente e que está até a tentar contrariar.

"Eu sou muito, muito inseguro. O meu agente ouve-me muito, a minha mãe ouve-me muito. Gosto muito de ir ao psicólogo. Gosto muito de desporto, sempre que posso estou a fazer, correr, nadar, fazer surf, jogador futebol e esta coisa de ir ao psicólogo desde há uns tempos para cá é como se fosse ir ao ginásio para mim", é no fundo "o ginásio da mente", onde Tiago expõe os seus medos e as suas dúvidas.

Leia Também: Tiago Teotónio Pereira revela como soube da morte de Nicolau Breyner

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.