Parece ser eczema (também designado por dermatite atópica), uma irritação da pele que se manifesta com frequência entre os dois meses e os dois anos de idade. O eczema aparece normalmente na testa, nas bochechas ou no couro cabeludo do bebé, embora possa espalhar-se para os braços, pernas, peito ou outras partes do corpo. A irritação da pele do bebé pode manifestar-se através de uma pele seca, espessa e escamosa ou então de pequenas borbulhas vermelhas que podem formar bolhas ou ressudar se o bebé se coçar. Precisamente por causar muita comichão, coçar pode constituir um problema.

O que causa o eczema?

Ninguém sabe ao certo, mas sabemos que o eczema é muitas vezes hereditário. Por isso, há uma maior probabilidade de o seu bebé sofrer de eczemas se os pais ou outros familiares próximos também tiverem tido eczemas, asma ou alergias. O eczema não é uma reacção alérgica mas pode ser provocado por alergénios presentes no ambiente ou na alimentação do bebé, ou então na alimentação da mãe, caso esteja a amamentar. O eczema pode também ser agravado pelo calor, irritantes em contacto com a pele do bebé (por ex. lã ou produtos químicos de alguns sabonetes, loções ou detergentes), alterações da temperatura e pela própria secura da pele.

O eczema é muito comum nos bebés?

Enquanto que na população em geral há cerca de 3 a 6% de pessoas que tem eczema, nos bebés esta taxa é muito maior no primeiro ano de vida - cerca de 10 a 20%. Muitos melhoram ou deixam de ter qualquer sintoma quando atingem os 2 anos de idade.
continua

O que fazer para tratar o eczema do bebé?

Cuidar bem da pele do bebé é crucial quando tem eczema. Ficam aqui algumas sugestões:

• Tente impedir que a pele do bebé seque demasiado. Fale com o pediatra sobre a frequência com que deve dar banho. Muitos especialistas acreditam que o banho diário pode ser positivo nos bebés com eczema. A água não pode no entanto estar demasiado quente, já que desidrata mais rapidamente a pele do que a água tépida. Utilize um gel de banho suave e lave o corpo e a cabeça do bebé no final do banho, para que não permaneça muito tempo sentado na água que contém gel de banho. Logo que tirar o bebé da banheira, seque a pele com palmadinhas leves e, a seguir, aplique de imediato muito creme, leite ou loção hidratante (no espaço de dois ou três minutos).
• Deixe a pele respirar (não a deixe sobreaquecer) vestindo roupa em têxteis naturais, como algodão. Evite a lã e outros materiais ásperos, já que podem irritar a sua pele tão sensível.
• Passe a utilizar gel de banho e champôs suaves e sem fragrâncias ou então produtos específicos para peles sensíveis. Use detergentes suaves e sem fragrâncias, adequados a peles sensíveis, quando lavar a roupa e a roupa de cama do bebé.
• Variações rápidas de temperatura podem agravar o eczema, por isso tente que o bebé não alterne demasiado depressa entre estados de calor e de frio.
• O pólen, os ácaros e a descamação dos animais também podem provocar ou agravar o eczema. Poderá consultar um alergologista que o aconselhe sobre formas de reduzir os alergénios na sua casa. Estas recomendações poderão incluir formas mais eficientes de aspirar e limpar o pó, a utilização de filtros de ar e possivelmente livrar-se de todas as alcatifas e móveis estofados.
• Ajude o bebé a não se coçar. O bebé pode tentar aliviar-se coçando com as mãos ou esfregando a cara contra o lençol do berço durante o sono. No entanto, coçar ou esfregar pode irritar ou inflamar ainda mais a pele, agravando toda a situação. Utilize os lençóis mais macios possível e mantenha as unhas bem cortadas. Quando o deitar, cubra as mãos com luvas ou meias de algodão. Se o bebé tiver dificuldade em dormir por causa do eczema, fale com o pediatra. Este poderá sugerir uma dose infantil de um anti-histamínico que reduza a sensação de prurido e provoque maior sonolência.
continua

É possível que o eczema do bebé possa ser causado por certos alimentos?

O eczema não é uma alergia específica mas, nalgumas crianças, alguns alimentos alergénicos podem provocá-lo ou agravá-lo. Se os pais ou o pediatra suspeitarem de que o eczema do bebé é afectado por determinados alimentos – os mais prováveis são o leite de vaca e os ovos, seguidos da soja, do trigo, dos amendoins e do peixe – uma possibilidade é tentar eliminá-los da alimentação do bebé, se já tiver iniciado os alimentos sólidos, e da alimentação da mãe, se ainda estiver a amamentar. (Note que o bebé só deverá começar a beber leite de vaca a partir do ano de idade mas, se tiver tendência para formar eczemas, poderá retardar ainda mais a sua introdução e de outros potenciais alergénios.)

Elimine os alimentos suspeitos, um de cada vez, e teste cada um durante duas semanas, já que pode demorar bastante até serem completamente eliminados do leite materno e do sistema do bebé. Se estiver a usar leite de substituição, o médico poderá sugerir que tente mudar para uma variedade baseada em soja. Esta nem sempre é a solução, dado que algumas crianças alérgicas ao leite também o são à soja, mas vale a pena tentar.

Não se esqueça de que, embora os alimentos possam estar na origem de até 30% dos eczemas nas crianças, este factor é a causa principal em apenas 10% dos casos. Não deixe de cuidar de outros factores, como os cuidados com a pele.

A amamentação ajuda?

Possivelmente. Estudos demonstram que a amamentação, à partida, ajuda a prevenir o eczema em bebés com tendência para o desenvolverem (por os pais também o terem). É no entanto controversa a ideia de que ajuda um bebé que já tenha eczema, mas os especialistas concordam que não faz nenhum mal. continua

O que fazer se a irritação não melhorar?

Fale com o pediatra ou um dermatologista pediátrico. Se a irritação da pele não melhorar com as sugestões anteriores, o médico poderá recomendar que tente corticóides tópicos ligeiros (em creme), que poderá comprar com receita médica. A aplicação deste creme tem por vezes efeitos milagrosos para interromper um ciclo persistente de eczema. Uma pequena dose de medicação de corticóides orais também pode ajudar a obter um controlo suficiente do eczema que permita uma maior eficácia dos outros métodos de tratamento. Os investigadores estão actualmente a desenvolver novos medicamentos, como imunomoduladores tópicos, para ajudar os doentes com eczema. Por isso, se o bebé continua a debater-se com este incómodo, peça ao médico que a mantenha actualizada sobre os tratamentos disponíveis.

O bebé vai ter eczema para toda a vida?

É possível. Na maioria dos casos, o eczema desaparece na adolescência, mas não há forma de prever. A boa notícia é que, normalmente, com o passar dos anos, se vai tornando cada vez menos exacerbado. E há formas de o manter sob controlo. Se seguir os procedimentos descritos em cima e tratar imediatamente eventuais exacerbações, pode ajudar a manter o eczema da criança sob controlo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.