Um dos focos será “mostrar cada vez mais daquilo que é hoje a realidade do ensino superior português e a sua expressão a nível mundial”, afirmou, na quinta-feira, em Brasília, o responsável português.

Serão organizados na capital brasileira, em Salvador, Belo Horizonte e Curitiba uma série de eventos “para mostrar aos estudantes brasileiros as potencialidades que existem de estudar no estrangeiro”, disse João Sobrinho Teixeira.

Um mercado que é cada vez mais importante para Portugal e que tem crescido de forma sustentada, frisou o responsável, detalhando que o ensino superior português neste momento acolhe cerca de 20 mil alunos brasileiros.

Um valor ainda mais expressivo tendo em conta que estudam nas instituições portuguesas 50 mil estudantes estrangeiros, segundo dados do secretário.

Um dos objetivos principais da missão, que junta ainda membros da Comissão Permanente do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos, é a captação de estudantes para as regiões fora dos grandes centros urbanos.

O plano passa pela existência de uma maior “envolvência regional”, com a tónica na internacionalização das “empresas dessas regiões, com menor afirmação económica”, indicou João Sobrinho Teixeira.

Também em declarações à Lusa, o embaixador de Portugal no Brasil, Luís Faro Ramos, destacou que o papel da embaixada é “ajudar na internacionalização daquilo que são as instituições universitárias portuguesas”.

Luís Faro Ramos acrescentou ainda que o aumento gradual de estudantes brasileiros “corresponde ao aumento do interesse que o Brasil tem demonstrado por conhecer Portugal”, lembrando ainda o facto de a comunidade brasileira já ser a maior comunidade estrangeira a viver no país.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.