Depois de uma carreira na indústria pornográfica, Sasha Grey, atriz que protagonizou cenas em inúmeros filmes, passou a transpor para os livros que já escreveu muitos dos ensinamentos de sexo que foi aprendendo ao longo da sua vida sexual. Presença regular em programas de televisão e conferências, revela, em entrevista exclusiva à revista Saber Viver, os conselhos que costuma dar a quem a procura.

Apesar de haver quem a considere «o símbolo sexual mais incompreendido de Los Angeles», esta mulher, que hoje é uma atriz séria, além de modelo, música e compositora, assume-se tal como é, ao ponto de criticar os novos robôs sexuais e os jogos de realidade virtual que substituem o calor dos corpos por componentes tecnológicos. «As pessoas não veem pornografia para terem uma experiência», considera.

«Veem pornografia pela fantasia. A realidade virtual é como visualizar o sexo num grande ecrã. É demasiado real e eu, enquanto utilizadora, não quero isso», critica a autora de «The Juliette Society». Um livro que mistura filosofia com erotismo e onde apresenta uma série de reflexões. «Estamos a desenvolver uma cultura onde tudo é hipersexualizado, apesar de atualmente as pessoas serem mais ignorantes no que toca ao sexo», diz.

1. Qual o melhor afrodisíaco para um homem?

O som dos saltos altos. Conheço muitos homens que nem sequer gostam de lingerie, não ligam nenhuma a cuecas ou soutiens bonitos. Já o som dos saltos altos...

2. Como fazer do sexo oral um gesto prazeroso?

Há pessoas que não conseguem mesmo fazê-lo, porque têm um reflexo que faz com que se engasguem instantaneamente. Basta pensarmos nas mulheres que nem conseguem lavar os dentes porque têm vómitos! O truque passa por uma boa lubrificação, por usar bastante saliva e por não ter medo de se sujar.

Porque vai ser sujo! Tem de estar preparada e deixar acontecer. Se não for uma expert neste campo, pode contornar a situação, fazendo sexo oral de uma forma suave e usando bastante as mãos para acariciar o pénis e as suas imediações.

3. É possível sentir prazer no sexo anal? Qual a melhor forma de o fazer sem sentir dor?

O maior erro, relativamente ao sexo anal, é a falta de lubrificação. A saliva não chega e os lubrificantes à base de água também não, porque secam demasiado depressa. Opte antes por um lubrificante mais espesso e oleoso, porque facilita o ato, protege e impede que se magoe. Outro erro que as mulheres cometem é tentarem fazê-lo de uma vez na primeira tentativa.

Antes deste passo, é preciso usar brinquedos sexuais ou os dedos. Eu prefiro os brinquedos sexuais porque os controlo melhor do que as mãos. Há que começar com um pequeno e ir aumentando de tamanho gradualmente. Estamos a falar de um músculo, e este tem de ser trabalhado. Para mulheres sem experiência, a melhor posição é de lado, de costas para o parceiro.

Veja na página seguinte: Qual a melhor posição para que ambos atinjam o orgasmo

4. Qual a melhor posição para que ambos atinjam o orgasmo?

Não há uma fórmula que funcione com toda a gente. Depende muito dos desejos e da anatomia de cada um. O melhor é irem experimentando até descobrirem o que sabe melhor aos dois. Eu, por exemplo, sinto prazer ao ver a outra pessoa ter prazer...

5. Como tomar as rédeas da relação sexual sem o homem sentir a sua masculinidade ameaçada?

Tem de tornar o momento sexy. Peça, implore... Diga qualquer coisa que torne o momento interessante e com um quê de perversão para não roubar o desejo do seu parceiro e para que ele não o interprete como uma ordem.

6. «Os homens preferem as loiras» é um filme de Howard Hawks mas, hoje em dia, os homens preferem as atrizes pornográficas. Como fazer com que um homem esteja comigo sem sonhar consigo?

As pessoas têm de convencer-se que a pornografia é uma fantasia. Aliás, para muitos homens, um videoclip ou um filme de categoria B repleto de mulheres nuas é o suficiente para se masturbarem. Tem de ser mais segura em relação a si. E isto consegue-se sendo independente e não vendo a felicidade como algo que depende de outra pessoa.

7. Que conselho dá às leitoras da Saber Viver e do SAPO Lifestyle?

É importante ter uma identidade própria. Ler ajuda muito. Ter confiança em si mesma e não se preocupar com o que as outras pessoas pensam de si, que é um mal que existe um pouco em todo o mundo e não só em Portugal.

Quanto mais confiança tiver e quanto mais acreditar em si, mais poderosa se torna. Não tem tanto a ver com o que os outros pensam de si mas com a ideia que tem de si mesma e como se sente consigo no final do dia. O poder é crucial para uma mulher se sentir bem com a sua sexualidade ou noutras áreas da sua vida.

Texto: Madalena Alçada Baptista com Luis Batista Gonçalves

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.