Pão de aveia e trigo-sarraceno

Para dois pães de 500 g (aproximadamente)

Ingredientes

370 g de farinha de aveia

150 g de farinha de trigo-sarraceno

720 g de leite de aveia

8 g de sal marinho

Fermento: 2 g (2 colheres de café) de fermento biológico seco ou 5 g de fermento biológico fresco ou 100 g de fermento natural

Preparação

Misture as farinhas e o fermento biológico seco. Se usa fermento biológico fresco, parta-o em pedaços e esfregue-o junto com as farinhas até que fique esfarelado.

Adicione o leite de aveia, que deverá estar a cerca de 25 ºC. Se usa fermento natural, adicione-o agora. Misture. Adicione o sal e a sua água. Misture bem até obter uma massa coesa e sem grumos. Coloque a massa dentro de uma caixa de plástico com tampa que tenha um tamanho que permita que a massa aumente o seu volume.

Livro: Num mundo de maus pães que nos cheguem à mesa os de boa massa
Livro: Num mundo de maus pães que nos cheguem à mesa os de boa massa
Ver artigo

1ª fermentação

Deixe a massa descansar durante 15 a 20 minutos à temperatura ambiente antes de a colocar no frigorífico. Conserve no frigorífico entre 8 e 12 horas.

2ª fermentação

Divida a massa fria em duas partes iguais e coloque em duas formas antiaderentes. Tape as formas para que a massa não perca humidade. Deixe a massa fermentar até praticamente duplicar o volume. Tenha em atenção que deverá ficar no mínimo 1 cm de distância entre a massa e a borda da forma.

Entretanto, ponha o tabuleiro do forno no meio do forno e aqueça a 220 ºC.

Cozer

Coloque as formas no forno pré-aquecido e coza entre 40 e 50 minutos.

Arrefecer

Retire os pães das formas e deixe arrefecer em cima de uma grelha, durante pelo menos uma hora, antes de os cortar.

Pão de aveia e trigo-sarraceno
@O Livro do Pão Sem Glúten

Pão de grãos antigos

Para dois pães de 500 g (aproximadamente)

 Ingredientes

240 g de farinha de aveia

120 g de farinha de trigo-sarraceno

110 g de farinha de araruta (ou tapioca)

40 g de farinha de amaranto (ou farinha de quinoa)

40 g de farinha de millet integral

40 g de farinha de teff

20 g de sementes de chia

680 g de água

8 g de sal

Fermento: 2 g (2 colheres de café) de fermento biológico seco ou 5 g de fermento biológico fresco ou 100 g de fermento natural

Preparação

Coloque o sal marinho numa pequena taça e misture um pouco de água a ferver (cerca de 10 g).

Misturar

Misture as farinhas, as sementes de chia e o fermento biológico seco. Se usa fermento biológico fresco, parta-o em pedaços e esfregue-o junto com as farinhas até que fique esfarelado. Adicione a água, que deverá estar a cerca de 25 ºC. Se usa fermento natural, adicione-o agora. Misture. Adicione o sal e a sua água. Misture até obter uma massa coesa e sem grumos. Ponha a massa dentro de uma caixa de plástico com tampa, que tenha um tamanho que permita a massa aumentar o seu volume.

1ª fermentação

Deixe a massa descansar durante 15 a 20 minutos à temperatura ambiente antes de a pôr no frigorífico. Conserve no frigorífico entre 8 e 12 horas.

2ª fermentação

Divida a massa fria em duas partes iguais e coloque em duas formas antiaderentes. Tape as formas para que a massa não perca humidade. Deixe a massa fermentar até praticamente duplicar o volume. Tenha em atenção que deverá ficar no mínimo 1 cm de distância entre a massa e a borda da forma.

Entretanto, coloque o tabuleiro do forno no meio do forno e aqueça a 220 ºC.

Cozer

Coloque as formas no forno pré-aquecido e coza entre 40 e 50 minutos.

Arrefecer

Retire os pães das formas e deixe arrefecer em cima de uma grelha, durante pelo menos uma hora, antes de os cortar.

Pão de grãos antigos
@O Livro do Pão Sem Glúten

Pão de quinoa e rooibos

Para dois pães de 500 g (aproximadamente)

 Ingredientes

300 g de farinha de aveia

140 g de farinha de arroz integral

80 g farinha de quinoa

10 g de farinha de coco

670 g de chá rooibos preparado

8 g de sal marinho

70 g de quinoa cozida (de preferência sem sal)

Fermento: 2 g (2 colheres de café) de fermento biológico seco ou 5 g de fermento biológico fresco ou 100 g de fermento natural

Preparação

Coloque o sal marinho numa pequena taça e misture um pouco de água a ferver (cerca de 10 g).

Misturar

Misture as farinhas e o fermento biológico seco. Se usa fermento biológico fresco, parta-o em pedaços e esfregue-o junto com as farinhas até que fique esfarelado.

Adicione o chá, que deverá estar a cerca de 25 ºC. Se usa fermento natural, adicione-o agora. Misture.

Adicione o sal e a sua água. Junte a quinoa cozida. Misture até obter uma massa coesa e sem grumos. Coloque a massa dentro de uma caixa de plástico com tampa que tenha um tamanho que permita que a massa aumente o seu volume.

1ª fermentação

Deixe a massa descansar durante 15 a 20 minutos à temperatura ambiente antes de a colocar no frigorífico. Conserve no frigorífico entre 8 e 12 horas.

2ª fermentação

Divida a massa fria em duas partes iguais e coloque em duas formas antiaderentes. Tape as formas para que a massa não perca humidade. Deixe a massa fermentar até praticamente duplicar o volume. Tenha em atenção que deverá ficar no mínimo 1 cm de distância entre a massa e a borda da forma.

Entretanto, ponha o tabuleiro do forno no meio do forno e aqueça a 220 ºC.

Cozer

Coloque as formas no forno pré-aquecido e coza entre 40 e 50 minutos.

Arrefecer

Retire os pães das formas e deixe arrefecer em cima de uma grelha, durante pelo menos uma hora, antes de os cortar.

Pão de quinoa e rooibos
@O Livro do Pão Sem Glúten

Pão de cerveja

Para 2 pães de 700 g (aproximadamente)

 Ingredientes

240 g de farinha de arroz integral

240 g de farinha de aveia

160 g de farinha de araruta (ou tapioca)

160 g de farinha de trigo-sarraceno

30 g de psílio (psyllium husks)

900 g de cerveja sem glúten

120 g de geleia de arroz

12 g de sal marinho

Fermento: Pode usar 10 g de fermento biológico seco ou 20 g de fermento biológico fresco ou 140 g de fermento natural.

Misturar

Misture as farinhas, o psílio e o fermento biológico seco. Se utiliza fermento biológico fresco parta-o em pedaços e esfregue-o junto com as farinhas até que fique esfarelado. Adicione a cerveja, que deverá estar à temperatura ambiente. Se utiliza fermento natural, adicione-o agora. Misture tudo.

Adicione o sal e a sua água e a geleia de arroz. Misture bem até obter uma massa coesa, sem grumos. Coloque a massa dentro de uma caixa de plástico com tampa que tenha um tamanho que permita que a massa aumente o seu volume.

1ª fermentação

Deixe a massa descansar à temperatura ambiente até praticamente duplicar o seu volume.

2ª fermentação

Cubra dois cestos, ou taças tipo saladeira, com um pano e polvilhe com um pouco de farinha.

Divida a massa em duas partes iguais e dê-lhes o formato de uma bola. Para facilitar, unte as mãos com óleo de coco e trabalhe numa superfície igualmente untada. Coloque as bolas de massa nos dois cestos, com a parte lisa da massa virada para baixo. Polvilhe com um pouco de farinha e cubra com outro pano. Conserve no frigorífico durante 12 a 24 horas ou até a massa praticamente duplicar o seu volume.

Cozer

Coloque o tabuleiro no meio do forno e aqueça a 240 ºC. Dez minutos antes do início da cozedura, coloque um recipiente com água no fundo do forno. O objetivo é criar um ambiente húmido para ajudar a criar uma crosta rija, típica dos pães rústicos. Retire os cestos do frigorífico. Vire os cestos com a massa fermentada para cima de um tabuleiro liso, ou uma base amovível de uma forma de bolos, e faça deslizar a massa para cima da superfície onde cozerá o pão. Coloque no forno e feche rapida­mente a porta. Deixe cozer durante 15 minutos. Retire o recipiente com água de dentro do forno. Coza durante mais 25 a 30 minutos.

Arrefecer

Deixe os pães arrefecerem em cima de uma grelha, durante pelo menos uma hora, antes de os cortar.

Pão de cerveja
@O Livro do Pão Sem Glúten

Pãezinhos de sementes

Para 8 a 10 pãezinhos

 Ingredientes

200 g de farinha de aveia

100 g de farinha de araruta (ou tapioca)

70 g de farinha de arroz integral

10 g de farinha de linhaça

15 g de psílio (psyllium husks)

480 g de água

6 g de sal marinho

30 g de óleo de coco derretido

20 g de sementes de abóbora

20 g de sementes de girassol

8 g de sementes de papoila

Fermento: 4 g de fermento biológico seco ou 10 g de fermento biológico fresco ou 150 g de fermento natural.

Preparação

Coloque o sal marinho numa pequena taça e misture um pouco de água a ferver (cerca de 10 g).

Misturar

Misture as farinhas, o psílio e o fermento biológico seco. Se usa fermento biológico fresco, parta-o em pedaços e esfregue-o junto com as farinhas até que fique esfarelado.

Adicione a água, que deverá estar a cerca de 25 ºC. Se usa fermento natural, adicione-o agora. Misture tudo. Adicione o sal e a sua água e o óleo de coco derretido. Misture. Adicione as sementes.

Misture até obter uma massa coesa e sem grumos. Coloque a massa dentro de uma caixa de plástico com tampa que tenha um tamanho que permita que a massa aumente o seu volume.

1ª fermentação

Deixe a massa descansar à temperatura ambiente até praticamente duplicar o volume.

2ª fermentação

Prepare uma folha de papel vegetal com o tamanho do tabuleiro do seu forno e coloque-a em cima de um tabuleiro com dimensões idênticas. Prepare um prato com uma mistura de sementes. Unte as mãos e faça bolas de massa com cerca de 80 g. Role as bolas de massa sobre a mistura de sementes e coloque-as em cima do papel vegetal. Cubra com um pano. Entretanto, coloque o tabuleiro do forno no meio do forno e aqueça a 220 ºC. Deixe levedar os pãezinhos até estes aumentarem consideravelmente de volume (não precisam de duplicar o volume).

Cozer

Com a ajuda do tabuleiro, faça deslizar a folha de papel vegetal com os pãezinhos para cima do tabuleiro aquecido do forno. Coza durante 12 a 15 minutos.

Arrefecer

Deixe arrefecer em cima de uma grelha.

5 saborosos e nutritivos pães sem glúten. A sua saúde agradece
créditos: @O Livro do Pão Sem Glúten

Estas receitas são parte integrante de: "O Livro do Pão Sem Glúten"

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.