Um surto na província de Jilin, no nordeste da China - que faz fronteira com a Rússia e a Coreia do Norte - fez com que as autoridades agissem rapidamente para construir três hospitais improvisados com capacidade para cerca de 1.200 camas.

A capital da província Changchun, uma cidade de 9 milhões de pessoas, foi colocada em isolamento esta sexta-feira, com os moradores a serem convidados a ficarem em casa enquanto a cidade realiza três rondas de testes em massa.

A China enfrenta seu pior surto de coronavírus em dois anos. Os habitantes desta cidade terão de permanecer nas suas casas e apenas uma pessoa por lar poderá sair uma vez a cada dois dias, segundo estas fontes.

A COVID-19 provocou pelo menos 6.011.769 mortos em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 21.285 pessoas e foram contabilizados 3.380.263 casos de infeção, segundo dados de hoje da Direção-Geral da Saúde.

A doença é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China.

A variante Ómicron, que se dissemina e sofre mutações rapidamente, tornou-se dominante no mundo desde que foi detetada pela primeira vez, em novembro, na África do Sul.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.