Em comunicado, o ACeS do Baixo Vouga refere que, no âmbito do plano de contingência Covid-19, tem vindo a proceder à reorganização do funcionamento dos cuidados de saúde primários da região, adaptando-os às necessidades e à procura do momento para assegurar “maior rigor e segurança” para utentes e profissionais de saúde.

“Neste sentido, houve necessidade de proceder ao encerramento temporário de unidades de saúde bem como à reestruturação do funcionamento das consultas de atendimento complementar, para situações de doença aguda”, refere a mesma nota.

No concelho de Aveiro estão encerradas as unidades de saúde de Nariz e Requeixo, devendo os utentes dirigir-se, em alternativa, à Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados Aveiro II, em Eixo, e à Unidade de Nossa Senhora de Fátima, respetivamente.

O concelho de Ílhavo também tem duas unidades de saúde encerradas na Gafanha da Boa Hora e na Gafanha da Encarnação. No primeiro caso, os utentes devem dirigir-se à Unidade de Saúde Familiar de Senhora de Vagos, em Vagos, e, no segundo, à Unidade de Gafanha do Carmo.

Também estão encerradas a unidade da Torreira, na Murtosa, sendo a alternativa a sede da Unidade de Saúde Familiar Terra Marinhoa, e a unidade de Travassô, em Águeda, sendo a alternativa a Unidade de Cuidados de Saúde Primários Águeda III, em Recardães.

Quanto às consultas de atendimento complementar, o ACeS do Baixo Vouga refere que foram reformulados os horários de funcionamento em Águeda, Albergaria-a-Velha, Anadia, Estarreja, Oliveira do Bairro, Ovar e Vagos, com encerramento dos serviços noturnos existentes e redução de horários de atendimentos aos fins de semana e feriados.

 Portugal regista hoje 76 mortes associadas à covid-19, mais 16 do que na quinta-feira, e o número de infetados subiu para 4.268, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde.

O relatório da situação epidemiológica em Portugal, com dados atualizados até às 24:00 de quarta-feira, indica que a região Norte é a que regista o maior número de mortes (33), seguida da região de Lisboa e Vale do Tejo (24), da região Centro (18) e do Algarve (1). Relativamente a quinta-feira, em que se registaram 60 mortes, hoje observou-se um aumento de 26,6%.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.