Os casos começaram a ser detetados na terça-feira pela Unidade de Saúde Pública do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Mondego, que identificou jovens infetados "que frequentaram o mesmo evento num espaço de diversão noturna do concelho de Coimbra", disse a ARSC, em nota de imprensa enviada à agência Lusa.

"Dada a atividade em questão, de grande proximidade e em espaço fechado com intensa interação durante várias horas, os casos iniciais geraram casos secundários, alguns estendendo-se a outros concelhos do distrito de Coimbra", acrescentou.

Segundo a ARSC, até ao momento, já foram identificados 50 casos, todos com "sintomatologia ligeira, sem necessidade de internamento".

"Estão a ser tomadas todas as medidas de prevenção, nomeadamente a realização de testes para diagnóstico, isolamento dos casos e dos seus contactos de alto risco, com vista à interrupção das cadeias de transmissão", frisou.

De acordo com a entidade, face às características do surto, que terá "grande transmissibilidade", a investigação prossegue para "monitorização do evento".

No final da nota, a ARSC apela "ao cumprimento das regras e procedimentos para prevenção da infeção por SARS-Cov-2, nomeadamente o distanciamento, a higienização das mãos, o uso de máscara e a realização de testes antes da participação em eventos e encontros familiares".

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.