Segundo os dados do Ministério, o número de mortes diminuiu em cinco, em comparação com as reportadas na sexta-feira, enquanto o número total de contágios é de 248.469.

Das 191 novas contaminações registadas nas últimas 24 horas, 72 correspondem à Catalunha e 36 a Madrid. As restantes pertencem a Aragão (28), Andaluzia (18), Castela e Leão (09), Navarra (08), Baleares (06), Galiza e País Basco (05), Comunidade Valenciana (03) e Canárias (01).

Na última semana, a Comunidade de Castela e Leão reuniu o maior número de mortes, com cinco das 13 confirmadas, e a Comunidade de Madrid somou quatro.

Além disso, nos registos atualizados pelo Ministério com os dados fornecidos pelas comunidades, verificou-se uma morte na última semana nas Astúrias, Castilha La Mancha, Comunidade Valenciana e La Rioja.

O número total de casos positivos confirmados é de 248.469, o que coloca o país no oitavo lugar no mundo com mais infetados, atrás dos Estados Unidos, Brasil, Índia, Rússia, Reino Unido, Perú e Chile, e no sexto com o maior número de mortes.

A taxa de incidência cumulativa — que mede os casos diagnosticados por cada 100.000 habitantes –, é de 3,96% em toda a Espanha, doze décimas acima de sexta-feira, apresentando muitas variações entre comunidades autónomas.

O Ministério indica que são 150 as hospitalizações na última semana e 125.081 no total, dos quais 11.643 se referem a pacientes que precisaram de internamento nas Unidades de Cuidados Intensivos desde o início da pandemia, 17 dos quais na última semana.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 494 mil mortos e infetou mais de 9,82 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.