A preocupação com as consequências da variante delta entre os mais jovens tem aumentado com um número crescente de crianças hospitalizadas nas últimas semanas.

O Centro de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC), a principal agência federal americana de saúde pública, examinaram os dados de pacientes internados com covid-19 em 99 condados de 14 estados, onde vive cerca de 10% da população do país.

A agência comparou o período do início de março a meados de junho com meados de junho ao fim de julho, quando a variante delta se tornou dominante nos Estados Unidos.

Entre esses dois períodos, a taxa de hospitalização de crianças e adolescentes dos 0 aos 17 anos multiplicou-se por cinco.

Mas "a proporção de crianças e adolescentes hospitalizados devido a doenças graves", como os internados em unidades de cuidados intensivos, "foi semelhante a antes e durante o período em que a delta era dominante", aponta o relatório.

Por outro lado, o estudo mostra que as vacinas protegem os adolescentes contra a variante delta.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.