Ah, o verão! Bom tempo, temperaturas altas, noites agradáveis, esplanadas, roupas leves, festas, férias e passeios a beira-mar. São tantos pontos positivos que é notável a alegria e boa disposição que pairam no ar e no semblante das pessoas durante a estação. Mas, apesar de o tempo quente ser convidativo para hábitos saudáveis, outros hábitos (não tão saudáveis assim), também são tentadores durante esta época do ano e podem ser um desafio e tanto, especialmente, para quem quer aproveitar a estação para aderir ao estilo de vida saudável.

Para quem está habituado a um estilo de vida “sem regras”, algumas escolhas típicas de verão, como refeição leve na praia ou bola de Berlim; Fruta fresca ou gelado; Água ou cerveja; Dormir cedo para praticar atividade física ou emendar a esplanada da tarde com uma festa até o amanhecer; podem facilmente pesar para o “lado” mais calórico ou menos ativo.

Portanto, é verdade que o verão pode ser o melhor e o pior dos mundos para quem está em busca de bons hábitos ou perda de peso, mas não é preciso assumir que não há solução. Esqueça a ideia de ser 8 ou 80 ou de que é preciso escolher apenas “um lado” do verão quando existem infinitas possibilidades. É possível aproveitar de tudo sem abrir mão do estilo de vida saudável, basta encontrar o equilíbrio.

Ao contrário do que muitos pensam, ser saudável e ter boas rotinas não significa ter de abdicar dos copos com os amigos ou do gelado num dia de sol. Apenas significa que estes momentos não devem ser diários e que o somatório das exceções não deve se tornar regra. Apenas a consistência a longo prazo e manutenção de bons hábitos é capaz de modificar de forma saudável, eficaz e duradoura, o corpo, a aparência, o peso e a saúde de uma pessoa.

Portanto, se pretende mesmo ser um novo adepto do estilo de vida saudável e até alterar a forma como se vê no espelho, é preciso mudar comportamentos e perceber que durante a maior parte do tempo - e durante todas as estações do ano - as suas escolhas devem estar voltadas para estas intenções e, mais importante do que isso, perceber que isso não é sinônimo de viver “de dieta”.  

A palavra dieta deve estar associada a uma estratégia alimentar pontual, preferencialmente orientada por um nutricionista e aplicada durante um curto espaço de tempo para algum objetivo específico; não a um estilo de vida extremamente limitante, triste e privativo.

O verão é um tempo alegre, de sorrisos, de cores e não combina nada com o clima restritivo de algo que esteja a ser feito contra (todas) as suas vontades. Aproveite esta altura para incentivar bons hábitos enquanto a temperatura e a motivação estão em alta e enquanto existem inúmeros fatores que facilitam as boas escolhas, como optar por porções menores às refeições, comidas mais leves e frescas, exercitar-se ao ar livre, sair para caminhadas, dançar, beber mais água e aproveitar os dias mais longos para aliviar o stress. Leve consigo estes bons hábitos pelos próximos meses e faça as adaptações necessárias quando começar a arrefecer. 

Acredite, se não começar agora, daqui a três meses pensará que poderia ter começado hoje.

Um artigo da nutricionista Renata Migueis da Diet Academy.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.