As facetas dentárias, por vezes chamadas de lentes de contacto, são capas finas de cerâmica, aderidas à superfície externa dos dentes, com o principal objetivo de melhorar a sua aparência. Com este tipo de tratamento é possível mudar a cor, a forma, a orientação, o tamanho e mesmo o comprimento dos dentes. O facto de serem feitas de cerâmica permite que o resultado final seja altamente estético e natural, uma vez que este material possuí propriedades muito semelhantes ao esmalte dentário.

As facetas estão indicadas quando os dentes estão saudáveis, mas a sua estética não é agradável. Ou seja, é aplicam-se sobre dentes escurecidos, desgastados, lascados, desalinhados ou com diastemas (espaços) entre eles.

8 comportamentos que estragam os seus dentes
8 comportamentos que estragam os seus dentes
Ver artigo

É um tratamento tecnicamente muito sensível que requer vasta experiência por parte do médico dentista. No entanto, na maioria dos casos é um tratamento relativamente rápido onde habitualmente apenas são necessárias três consultas.

Como funciona?

A primeira consulta consiste na avaliação, diagnóstico e planeamento. É fundamental que o paciente manifeste o seu objetivo a nível estético. O “olho clínico” do médico dentista e principalmente a sua experiência profissional neste tipo de tratamentos é fundamental para adequar o resultado final à pessoa que tem à sua frente. Entre inúmeros exemplos, não é esperado que numa pessoa de 65 anos de idade se coloquem facetas nos dentes com uma cor demasiado branca pormenores que só se observam em pessoas com 20 anos.

Na segunda consulta, com base no planeamento prévio são executados os preparos nos dentes. Na maioria dos casos a necessidade de desgaste é tão insignificante que não é percetível a olho humano. Por exemplo, hoje em dia é possível executar facetas tão finas, praticamente transparentes que atingem espessuras de cerca de 0,3mm. Por fim são realizados os moldes.

10 coisas que sempre quis perguntar ao dentista (mas teve vergonha)
10 coisas que sempre quis perguntar ao dentista (mas teve vergonha)
Ver artigo

A terceira e última consulta consiste na cimentação definitiva das facetas, onde novamente a experiência do dentista é fundamental tendo em conta a fragilidade destas cerâmicas enquanto não cimentadas. É importante referir que embora possuam espessuras tão finas, após estarem aderidas aos dentes, estas facetas adquirem uma resistência semelhante ao esmalte, sendo dessa forma de prever a sua longa durabilidade.

Colocar facetas dentárias vai mudar o seu sorriso no sentido de aumentar a confiança e a autoestima e por consequência melhorar fortemente a sua qualidade de vida a nível profissional, social, familiar e muito a nível pessoal. No entanto, como referido, devido à sensibilidade do tratamento, é necessário que o paciente procure um dentista habilitado neste tipo de tratamentos.

Existem métodos de diagnóstico avançados e profissionais altamente treinados, capazes avaliar e proporcionar ao doente os melhores tratamentos dentários com recurso a facetas de forma segura, rápida e indolor. Procure um especialista.

Os conselhos e explicações são do médico dentista Carlos Almeida, do Instituto Dentário do Alto dos Moinhos, Lisboa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.