A meningite é uma doença causada pela inflamação e/ou infeção dos tecidos que rodeiam o cérebro e a medula espinhal, chamadas meninges. Em alguns casos, esta doença pode ocorrer quando a criança tem uma infeção noutra parte do corpo (ouvido, pulmão ou outros) e os microrganismos viajam até às meninges através dos vasos sanguíneos que as rodeiam.

Há dois tipos de meningite, a meningite viral – que é causada por vírus – e a meningite bacteriana, que é causada por bactérias. A meningite bacteriana é mais grave e é causada mais frequentemente por três tipos de bactérias: Streptococcus pneumonia ou Pneumococos, Neisseria meningitidis ou Meningococos e Haemophilus influenzae tipo b.

Tanto a meningite viral como bacteriana podem ter sintomas semelhantes, e habitualmente manifestam-se por febre, dor de cabeça e rigidez da nuca. Podem também surgir sintomas acompanhantes, como náuseas e vómitos, fotofobia (dificuldade em olhar para a luz) e alterações do comportamento, como por exemplo confusão ou sonolência. Os bebés muito pequenos podem ter sintomas diferentes e mais subtis, tais como dificuldade na alimentação, diarreia ou a fontanela (a vulgar “moleirinha”) aumentada/inchada.

Sempre que o bebé ou criança apresente algum sinal ou sintoma sugestivo de meningite, nomeadamente a tríade febre, dor de cabeça e rigidez da nuca, os pais devem dirigir-se de imediato ao serviço de urgência. Alterações do comportamento, como sonolência excessiva ou confusão, dificuldade alimentar marcada em crianças pequenas ou alterações da fontanela são também motivos para recorrer de imediato ao serviço de urgência.

A meningite viral requer apenas tratamento sintomático, com medicação para controlar a dor e a febre, hidratação e vigilância, e na maioria dos casos não implica internamento. A meningite bacteriana é uma situação grave que é tratada com antibióticos em internamento hospitalar.

Se pensa que o seu filho pode ter meningite deve sempre dirigir-se com urgência possível ao hospital para ser avaliado.

Algumas meningites bacterianas podem ser contagiosas e podem implicar fazer tratamento preventivo com antibióticos aos conviventes. O seu pediatra irá prescrever a medicação e instruir quem e quando medicar.

Não existe prevenção para a meningite viral, porém a meningite bacteriana pode ser fatal e os agentes que mais frequentemente a causam são evitáveis através da vacinação. Algumas vacinas estão incluídas no Programa Nacional de Vacinação e outras encontram-se disponíveis fora deste. A vacinação é muito importante na prevenção desta e de outras doenças, por isso deve aconselhar-se com o seu pediatra acerca da melhor maneira de proteger o seu filho.

Um artigo da médica Ana Luísa Mendes, Pediatra Hospital Lusíadas Porto.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.