O programa de atividades da Cimeira, a realizar na sede da ONU, em Nova Iorque, conta com centenas de oradores e participantes dos 193 países membros da ONU que deverão abordar os pontos essenciais no combate às alterações climáticas.

António Guterres faz o discurso inaugural no sábado às 10:00 (15:00 em Lisboa), lançando um dia completo de painéis de discussão liderados por adolescentes e jovens adultos que, segundo o secretário-geral, estão a demonstrar liderança e “estão absolutamente corretos em pressionar para fazer melhor e unir através da ciência”.

Os 10 lugares mais poluídos do mundo
Os 10 lugares mais poluídos do mundo
Ver artigo

Entre os jovens ativistas mais mediáticos com presença prevista estão Greta Thunberg, Bruno Rodriguez, Wanjuhi Njoroge e Komal Karishma Kumar.

A "cimeira da juventude" inclui também um fórum intergeracional, onde os jovens podem falar diretamente com líderes políticos de todo o mundo, líderes que levarão a discussão ao alto nível político na segunda-feira, com a apresentação de planos nacionais, iniciativas público-privadas, estratégias e projetos que as Nações Unidas pretendem que sejam audazes e concretos.

A Cimeira da Ação Climática, na segunda-feira, vai consistir na apresentação de projetos ambientais e iniciativas a nível internacional, anúncios de Contribuições Nacionais Declaradas (NDC, na sigla em Inglês) e a nível de parcerias público-privadas entre sociedade civil e empresas, com vista ao cumprimento do Acordo de Paris, alcançado em 2015, e da Agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável.

António Guterres disse que são esperados planos significativos para reduzir em 45% as emissões de dióxido de carbono durante a próxima década e para chegar à neutralidade carbónica até 2050.

Aquecimento global: como é que se está a combater o CO2?
Aquecimento global: como é que se está a combater o CO2?
Ver artigo

A cimeira, que se realiza durante a semana da Assembleia-geral da ONU, que reúne líderes dos 193 Estados-membros, servirá também para preparar a próxima Conferência das Partes signatárias da Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas (COP25), marcada para dezembro em Santiago do Chile.

As conferências deste fim de semana são dedicadas a temas como empreendedorismo, soluções tecnológicas limpas, adaptação e mitigação de efeitos das alterações climáticas, transformação das cidades e infraestruturas ou implicações político-sociais do clima.

A cimeira discutirá também a transição para energias renováveis ou fontes alternativas, a neutralidade carbónica e a transformação da indústria do alumínio, aço, ferro e cimento.

A Cimeira da Ação Climática vai ser também palco de uma reunião de representantes indígenas de várias partes do mundo no sábado.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.