Comprou a sua primeira máquina fotográfica aos 11 anos. Aos 16, Carsten Schertzer abandonou a escola para enveredar pelo mundo do skate e tornar-se fotógrafo profissional dessa área. Ao mesmo tempo que vivia nas ruas de várias cidades do sul da Califórnia ou em sofás de amigos, Carsten, como passou a assinar, foi percebendo que não era dessa forma que se iria profissionalizar.

Em busca de aventura, decide mudar-se para São Francisco, onde se torna fotógrafo de casamentos. Durante algumas semanas fez do carro a sua casa e do café Starbucks, que costumava frequentar, o seu escritório. Os primeiros clientes foram seduzidos pelo único portfólio que possuía, os seus trabalhos com skaters e fotografias das competições da modalidade a que assistia.

Os que o contrataram não se arrependeram. Pouco a pouco, criou uma carteira de clientes e fez do mercado dos casamentos a sua carreira profissional. Hoje, corre o mundo de máquina fotográfica em punho, de casamento em casamento. Aos 24 anos, já trabalhou em 12 países em quatro continentes e também já viu o seu trabalho premiado 14 vezes.

"Tenho muito orgulho em dizer que tenho a melhor profissão que alguma vez poderia ter imaginado", assegura. "É ainda melhor do que fotografar provas de skate para sobreviver", acrescenta ainda o fotógrafo norte-americano. Veja, de seguida, algumas das muitas fotografias românticas que as lentes da máquina fotográfica de Carsten Schertzer captaram ao longo dos últimos meses.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.