Fanny Rodrigues esteve à conversa com Manuel Luís Goucha esta quinta-feira, 20 de janeiro, onde teve a oportunidade de responder a diversas questões dos seguidores.

Abordando o assunto das redes sociais, a apresentadora do 'Somos Portugal' recordou as muitas críticas negativas de que já foi alvo no Instagram por exemplo, notando que as coisas melhoraram após ter dado uma entrevista a Manuel Luís Goucha no 'Conta-me'.

"O Goucha mudou muito isso. É não ler ou se fores ler, tens que ignorar", começou por notar a comunicadora.

Fanny revela que é nos pais e na família que vai buscar a força para lidar com as críticas. "Se formos a ver foram eles que acabaram por sofrer mais e ainda assim é a eles que vou buscar força. E também vou buscar força ao povo que está no 'Somos Portugal', vou buscar a força em muitos sítios", sublinhou.

Falando ainda da sua pronúncia do norte, Fanny esclareceu: "As pessoas deviam estar felizes por estarem num país que é tão rico em sinfonias. Nos Açores falam de uma maneira, na Madeira de outra, em Lisboa de outra... Mesmo que quisesse não consigo mudar isso. Só de pensar no exercício que tenha de fazer para mudar um V, perco mais tempo a pensar do que a falar".

Ouvindo isto, Goucha acabou por lembrar à convidada uma das frases do escritor Almeia Garrett. "Se nessa cidade há muito quem troque o B pelo V, há muito pouco quem troque a honra pela infâmia e a liberdade pela servidão".

Leia Também: Fanny sobre emagrecimento: "Fiz batota, fui à faca"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.