Manuel Luís Goucha deu uma entrevista a Ana Martins e Rui Maria Pêgo no novo programa ‘Era O que Faltava’, na Rádio Comercial. Entre vários assuntos, o apresentador da TVI foi questionado relativamente à fase por que está a passar neste momento, uma vez que está a perder nas audiências.

"Desafiante, é dos melhores anos da minha vida, curiosamente, e sei que a maior parte dos ouvintes não está a acreditar naquilo que estou a dizer. É um ano desafiante, porque é um ano difícil. Estava habituado à liderança durante muitos anos ao lado da Cristina, as coisas mudaram, o ciclo mudou, o público desviou-se para o outro canal de televisão e de um momento para o outro nós temos de repensar tudo", afirmou.

Entretanto, confessou: "Estávamos todos muito acomodados a uma vitória que era garantida. Agora temos de reconquistar o público e isto é um percurso que se faz durante largos meses ou até mesmo anos".

Goucha deu como exemplo Júlia Pinheiro, em quem se tem inspirado, pois a apresentadora durante oito anos lutou, apesar de sempre ter perdido nas audiências quando Manuel ainda fazia dupla com Cristina Ferreira.

"Tenho a vida que sempre quis. Todos os dias são um sonho para mim", concluiu ainda mostrando-se positivo em relação ao futuro.

Leia Também: Goucha: "Não sei como é que não matei o meu querido sobrinho"

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.