Em comunicado, a Santa Casa da Misericórdia de Lousada (SCML) afirma que o surto foi identificado em 02 de novembro e que após a realização de 166 testes para o SARS-CoV-2, que provoca a doença covid-19, “foram identificados 41 casos positivos em utentes e 15 casos positivos em colaboradores”.

“O nível máximo do plano de contingência foi colocado em prática, tendo sido a ERPI [Estrutura Residencial para Idosos] Sousa Freire utilizada na sua totalidade como área covid-19 e a ala do Hospital de Lousada como área não covid”, lê-se no comunicado enviado à agência Lusa.

A SCML especifica que procedeu “de imediato” à transferência dos casos negativos para a ala do hospital de forma a “possibilitar de maneira segura, rápida e eficaz o isolamento dos utentes”.

“A situação encontra-se controlada e está a ser acompanhada pelas entidades competentes”, afirma a instituição de Lousada.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.255.803 mortos em mais de 50,3 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 2.959 pessoas dos 183.420 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.