Segundo o último balanço das autoridades de saúde, o número de casos confirmados no último dia ascendeu a 27.543 e as mortes a 496, quando na véspera tinham sido registadas 524.

Desde o início da pandemia da covid-19 em março, a Rússia conta 2.215.533 infetados, dos quais morreram 38.558.

Nas últimas 24 horas foram consideradas curadas 26.682 pessoas, o que faz subir o total de recuperados no país para 1.712.174.

Em Moscovo, epicentro da pandemia no país, registaram-se nas últimas 24 horas 7.918 casos (no dia anterior foram 6.075) e morreram 77 pessoas devido à doença.

O presidente da câmara de Moscovo, Serguei Sobianin, anunciou na quinta-feira o prolongamento até 15 de janeiro de algumas restrições como o confinamento para os maiores de 65 anos e o teletrabalho para 30% dos trabalhadores das empresas.

A Rússia é o quinto país com mais casos de covid-19 confirmados em todo o mundo, depois dos Estados Unidos, Índia, Brasil e França.

A pandemia de covid-19, transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019 na China, provocou pelo menos 1.422.951 mortos resultantes de mais de 60,4 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço da agência France Presse.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.