Formou-se em Design, começou a trabalhar nas páginas do Expresso em 1994, «movida pelo interesse em debater os fenómenos de evolução no gosto e na estética das sociedades». Colaborou com a Elle, o Dna do Diário de Notícias, entre muitos outros. Fez uma Pós-Graduação em Ciências da Comunicação e uma tese sobre a imprensa feminina. Foi crítica da moda no programa "Acontece", na RTP1, editou o programa "Moda 21", também na RTP1 e guiou mais de 60 entrevistas no programa "Encontro Marcado", na SIC Mulher. No ano 2000 passou pela Rádio Paris-Lisboa. Durante três anos foi companheira de diálogo de Júlio Machado Vaz no programa "O Amor É", na Antena 1. Fez o programa "Serralves Fora de Horas", também com Júlio Machado Vaz, para a SIC Mulher. Escreveu a biografia do músico Rui Veloso. Entre 2004 e 2010 dirigiu a revista feminina LA Mag: projecto que criou para a marca portuguesa Lanidor. Na mesma altura foi o rosto do canal Fashion TV em Portugal, até 2011. Em 2012 foi "activista convicta" no programa "Moeda de Troika", ao lado do «gigante de humor Herman José e da inexpugnável Rita Ferro».

Dedicou-se à pintura desde que expôs, em 2012, na Galeria Work.Ink, na Cidadela de Cascais. Mais recentemente leccionou dois cursos de desenho em iPad no ECI de Gaia e foi membro convidado do comité de análise para a candidatura de Amakusa (ilha no Japão) a património da UNESCO.
Fiquem a conhecer as belíssimas escolhas de Ana Mesquita. [Mas alguém acredita que completa hoje 49 anos? ;) Parabéns, querida Ana].

SE FOSSES UM DOCE...
Talvez fosse uma cereja no topo de um bolo. Sempre gostei de ver do cimo, de ter uma visão alargada, para ser mais justa a avaliar. E gosto de conversas, com as cerejas.

HOTEL
O Belmond Reid's Palace, na Madeira. Desde a localização sobre aquele mar, de um azul de veludo, à história do hotel; desde os pequenos-almoços tropicais ao british chá das cinco; bem como a toda a construção, jardins e piscina natural, tudo me acolhe. E mesmo não sendo clássica, aprecio a decoração dos quartos e o extremo conforto. A somar a isto, a delicadeza do pessoal, é uma lição de como fazer bem na hotelaria.

RESTAURANTE
Hoje em dia existem inúmeros lugares que servem esplendidamente, desde tascas a restaurantes com várias cozinhas, onde se come sushi e, mesmo ao lado, pratos refinados de inspiração mediterrânica. Gosto de lugares onde a arquitectura e a localização condizem com o requinte da cozinha, da decoração e do serviço. Nesse aspecto os três restaurantes do Chefe Rui Paula - DOC, DOP e a Casa de Chá da Boa Nova, desenhada por Siza Vieira e recuperada – são o exemplo de como é possível reunir todas estas características.
Também gosto de escolher dentro da oferta variada dos espaços de mercado urbano, como o de Campo de Ourique, em Lisboa, e o do Bom Sucesso, no Porto. Atrai-me a movida e o cosmopolitismo desses lugares.

PASTELARIA
A Garrett, no Estoril. Gosto de quase toda a pastelaria que ali se fabrica. Sou particularmente fã do bolo rainha e das pratas (biscoitos finíssimos e estaladiços). Gosto do lugar e do atendimento.

QUEM CONVIDAVAS PARA COMER UM BOLO?
Aníbal Cavaco Silva, assim que deixar o cargo de Presidente da República. Gostava de perceber se já aprendeu a comer bolo de boca fechada, e se por um acaso terá algum gosto original escondido que me emocione…Gostava de lhe sugerir que aproveitasse os anos que lhe restam para fazer por Portugal o que nunca conseguiu fazer como devia ser: promovê-lo. Pressinto que com um docinho eu o consigo levar, não achas?

DOCE PREFERIDO
Um bom Dom Rodrigo! Fica-se muito perto do céu…

MELHOR SOBREMESA DE SEMPRE
Um pão-de-ló japonês (chamado Cheese Zuccotto), inspirado no nosso pão-de-ló, mas cem vezes mais requintado, leve e fresco, feito por um sábio pasteleiro chamado Haruhiko Myouse. Ele tem a sua loja/fábrica em Amakusa, uma ilha linda no sul do Japão que tive o prazer de visitar e conhecer bastante bem há uns meses. Haruhiko combina este pão-de-ló com um doce de chocolate e figo (da sua plantação) em forma da cruz portuguesa. Esta sua invenção resulta numa sobremesa de alta pastelaria, digna de uma estrela Michelin.

UMA DECISÃO IMPORTANTE "TOMADA À MESA"
Tantas! Quase todas as grandes decisões partem de conversas à mesa. É por isso que a minha cozinha inclui a sala de refeições. O ritual de cozinhar, adornar a mesa e degustar uma refeição é o melhor chão para plantar decisões.

A GULOSEIMA DE HOJE
Dois mini financiers. Dito assim soa, no mínimo, louco. Mas traduzindo, talvez possa dizer que são uma espécie de mini-madalenas fabricadas pela pastelaria Eric Kayser. São um mimo delicioso para acompanhar com os chás que vou bebendo ao longo do dia.

UMA RECEITA

Lorosae

Ingredientes:

2 pacotes de natas frescas
1 lata de leite condensado
1 pacote de folhas de gelatina
1 pacote bolacha Maria

Batem-se as natas até ficarem consistentes. Bate-se o leite condensado até ficar branco e fazer bolhas de ar. Picar metade de um pacote de bolacha num triturador. Derretem-se as folhas de gelatina com um pouco de água e juntam-se ao leite condensado batido. Depois misturam-se bem as natas. Colocar a bolacha Maria por cima. Leva-se ao congelador durante uma hora. Serve-se frio com morangos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.