Dolly Parton revelou recentemente que já tentou colocar fim à vida, tendo sido salva pelo seu cão de estimação.

A celebridade abriu o coração sobre uma fase menos boa da sua vida, depois de ter ficado com o coração partido.

Um momento que foi partilhado pela artista, de 73 anos, durante uma entrevista publicada no novo livro, 'Dolly On Dolly: Interviews and Encounters with Dolly Parton'.

A estrela internacional recorda que estava sentada com uma arma na mão quando o cão subiu as escadas a correr e entrou no quarto.

"Estava sentada no andar de cima, numa tarde, quando olhei para a gaveta da mesa de cabeceira onde estava a arma que guardo por causa dos ladrões. Olhei para ela durante algum tempo... e quando peguei nela, apenas estava a segurar e a olhar para ela, o meu cão, o Popeye, subiu as escadas a correr. O barulho das suas patas trouxe-me de volta à realidade. De repente, congelei. Larguei a arma. Depois rezei", lembrou, referindo que acredita que a intervenção do cão foi um sinal de Deus.

Leia Também: "Na TVI não há nenhuma proibição de nós irmos onde quer que seja"

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.