Jean-Claude Van Damme salvou uma pequena cadelinha chihuahua da morte com uma simples publicação nas redes sociais. Primeiro, e para que perceba tudo o que aconteceu, vamos então contar-lhe a história da pequena Raya.

Tudo começou em setembro, quando a pequena chihuahua, nascida na Bulgária, foi vendida em Oslo, na Noruega. As autoridades norueguesas recusaram-se a validar a vacinação do animal, alegando que tinha viajado com documentos falsos e tinha sido importada para a Noruega de forma ilegal, e foi este o início do problema.

Depois de uma tentativa de repatriação de Raya para a Bulgária, os búlgaros rejeitaram o animal com base na legislação da União Europeia para o transporte de animais vivos. Sem conseguir sair da Noruega, Raya foi, a 22 de outubro, 'condenada' à eutanásia.

Inconformado, o dono de Raya lançou uma petição com o objetivo de salvar a sua pequena cãopanheira. Uma petição que acabou por chegar até ao ator belga.

Jean-Claude Van Damme usou as suas redes sociais para apelar a que esta situação tivesse uma resolução que salvasse Raya da morte e pediu até que a mudança na legislação fosse a sua prenda de aniversário, uma vez que a 18 de outubro completaria 60 anos de vida.

E parece que, por fim, Jean-Claude Van Damme conseguiu o presente de aniversário desejado. A Bulgária aceitou a cadela, que deverá agora regressar ao país, ser vista por um veterinário e encaminhada para adoção.

Leia Também: Ana Guiomar e Diogo Valsassina adotam cão abandonado

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.