Laura Figueiredo abriu o coração numa entrevista que deu esta sexta-feira, 7 de outubro, a Manuel Luís Goucha. A influencer e empresária recordou o pai, que morreu quando esta tinha 18 anos.

"O meu pai formou-nos a todos. Foi um homem que viveu muito. Vai para o Brasil, teve várias mulheres - era mulherengo - mas sempre foi muito protetor dos filhos, era cuidadoso. A única coisa que acho que ele não foi muito bom foi como marido, porque como pai foi incrível", reflete.

"Era um homem muito apaixonante e inteligente. Sabia ouvir. Costumo dizer que o meu pai foi a pessoa que melhor me conheceu na minha vida. Até hoje, ninguém me consegui decifrar com a facilidade que ele tinha", confessa.

O pai viria morrer aos 76 anos. Na altura, Laura tinha 18 e não estava preparada para se despedir. "Foi muito inesperado aquilo que já toda a gente achava que podia acontecer", afirma, lembrando que o progenitor tinha graves problemas respiratórios.

Leia Também: Laura Figueiredo relata como foi o primeiro encontro com Mickael Carreira

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.