“Cerca de 180 milhões de raparigas e rapazes jovens estiveram sem escola e ainda não regressaram às aulas”, salientou Mariano Jabonero, em entrevista à agência Lusa, no Palácio das Laranjeiras, em Lisboa.

De acordo com o secretário-geral da OEI, a pandemia teve um “impacto muito negativo” no futuro dos jovens latino-americanos.

“[…] As competências desses países requerem recuperar a sua produtividade. É a minha maior preocupação… conseguir que governos unam esforços para recuperar isso”.

Para Mariano Jabonero, os fundos para a prevenção da covid-19 foram bons e serviram para “salvar vidas”, mas faltaram apoios na educação.

“À educação não chegou sequer 01% dos fundos. Está muito limitado. Tem um impacto negativo muito duro desde a maior crise económica de 1928, desde o famoso ‘crash’ de Wall Street e isso vai supor um processo de recuperação lento”.

A OEI tem como principal objetivo principal a cooperação entre países ibero-americanos na área da educação, ciência e cultura, visando o desenvolvimento integral e sustentável.

O organismo tem trabalhado atualmente para alinhar a agenda regional ibero-americana de educação com o apoio da ONU para o cumprimento da Agenda 2030 com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, com especial atenção à elaboração de programas para o desenvolvimento profissional de docentes, e consequente incremento na qualidade do ensino.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.