Às primeiras dificuldades não hesite: contacte a escola, partilhe as preocupações e as angústias. O envolvimento do professor responsável permitir-lhe-á melhor identificar os problemas e, em simultâneo, reforçar as estratégias para ajudar a criança resolvê-los. O professor será, sempre, um parceiro importante, um aliado de peso na aprendizagem do seu filho, afinal partilham um objetivo comum.

A constante troca de informações sobre eventuais dificuldades que não estejam a ser ultrapassadas pela criança representa o primeiro passo para detetar as soluções mais consistentes para responder à frustração em casa e na escola, normalmente desencadeada pelo fracasso. Essa parceria entre pais e professores poderá estimular a confiança da criança.

A família e a escola formam uma equipa cujo trabalho não beneficia apenas o aluno e os pais, favorece igualmente o próprio professor na medida em que lhe permitirá construir um método de aprendizagem que corresponda às reais necessidades da criança, antecipando eventuais dificuldades e encontrando as melhores ferramentas para as resolver. Por exemplo, se o professor souber que o aluno tem uma paixão por cães, porque não ajudá-lo a superar as dificuldades de escrita que tem evidenciado com um texto sobre esses patudos? O interesse e a motivação da criança, certamente, aumentariam.

Procure encontrar o justo equilíbrio na gestão dos contactos com os professores durante o ano letivo, evitando reuniões desnecessárias que sirvam apenas para cumprir calendário.

Eis três formas para promover uma boa parceria, no sentido de proporcionar ao seu filho o melhor apoio possível em casa e na escola:

1. Converse com o professor sobre algumas estratégias que podem ser utilizadas para melhorar o rendimento do seu filho na sala de aula. Em conjunto podem definir apoios ou técnicas de ensino que ajudem a melhorar o seu desempenho escolar.

2. Fale sobre a possibilidade de o seu filho beneficiar de apoio escolar para identificar os problemas que causam as dificuldades na aprendizagem. Quanto mais informado estiver sobre as dificuldades que o seu filho enfrenta, melhor será a sua capacidade e a do professor para o ajudar e orientar nos seus desafios. Procure envolver sempre o seu filho neste processo.

3. Elabore um cartão tipo 3×3 para partilhar com o professor: três pontos fortes, três desafios, e três estratégias que funcionam em casa.

A parceria - de sucesso- começará com uma conversa aberta sobre os desafios em curso. Não espere a convocatória da escola para as reuniões de pais. Tome a iniciativa, logo que surjam os primeiros obstáculos na aprendizagem. A criança poderá ficar com uma imagem mais positiva da escola e ter ainda mais respeito pelo professor se perceber que as pessoas mais importantes na sua vida estão empenhadas em ajudá-la a ter sucesso. Tenderá, também, a confiar ainda mais no docente face à relação de cumplicidade que vê manter com os pais, estimulando assim a sua própria segurança e consequentemente o desempenho escolar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.