Ao longo de vários anos temos assistido a uma evolução constante da indústria da moda, mas também a uma evolução cíclica com tendências a regressarem de forma renovada e adaptadas ao mundo em que vivemos.

No dia em que o SAPO comemora 25 anos, recuamos no tempo para fazer uma viagem desde os anos 1990 até aos anos 2000 e mostrar-lhe as tendências que marcaram estas duas décadas.

Anos 1990

Os anos 1990 trouxeram um estilo grunge, muito associado ao rap, e onde predominava o xadrez e os tons pretos e vermelhos. Foi o ano em que se destacaram os ténis Air Jordan da Nike, que eram completados com mom jeans e combinados com peças oversize.

Com esta tendência a ganhar cada vez mais impacto, começaram a surgir os jeans rasgados com as míticas camisas amarradas à cintura, preferencialmente as de xadrez, as tão icónicas bandanas, as famosas botas militares e também os coletes.

O denim jacket foi uma das peças mais cobiçadas durante esta década e sofreu as mais diversificadas versões, quer em tamanhos, quer em materiais e texturas.

A partir de 1995, há precisamente 25 anos atrás, foi-se perdendo o interesse na alta-costura o que fez com que os designers começassem a optar por peças mais descontraídas e casuais, destacando-se os fatos com calças, os jeans com blazers e até os ténis.

Os anos 1990 deixaram assim para trás toda a excentricidade vivida na década de 1980 e as peças mais clássicas acabaram por assumir papéis principais, fazendo as delícias de grandes marcas que apostaram nelas para construir a sua estética, como foi o caso de Calvin Klein e Giorgio Armani.

Anos 2000

No que diz respeito a esta época, o mercado da moda acabou por ser dominado pelas lojas de fast fashion e foram as peças de preços acessíveis que lançaram tendências entre as amantes de moda e sobretudo entre as celebridades.

No início desta década as cores escuras ainda se destacavam e a estas juntaram-se os metalizados. Malhas, bandanas, saias plissadas, cabedal e sapatos de plataforma ganhavam destaque entre cantores e bandas que faziam as delícias dos adolescentes.

Os jeans que anteriormente eram de cintura subida, passaram a ser usados bem abaixo do umbigo e combinados com os famosos crop tops, cai cai ou decote de ombro, completados com sandálias, ténis ou botas, dentro do estilo de plataforma.

Mais tarde os crop tops deram lugar às camisolas de golta alta, conjugadas com gravatas, cintos largos, bonés e ténis, muito ao estilo da cantora Avril Lavigne.

O final dos anos 2000 trouxe de volta o animal print e também o néon, assim como a influência do hip hop com os famosos jeans mais largos, as t-shirts desportivas e também os ténis Adidas Superstar.

É também importante referir que existem várias peças que marcaram esta década e que continuam a destacar-se nos dias de hoje, como é o caso dos slip dresses, do estampado militar, das plataformas e ainda dos óculos de sol com lentes coloridas.

Em 2020 - e com a chegada do outono/inverno - destacam-se as peças clássicas com ombros estruturados, mangas de balão, o regresso das capas e também das penas e peles (falsas) contrastadas por cores fortes e marcantes.

As peças assumem cada vez mais um cariz sustentável, dominado pelos tons que lembram a natureza, como os castanhos, os verdes e beges. O xadrez volta a ter um papel de destaque e surge em peças combinadas com blazers e saias ou calças. No calçado as botas militares compõem até os looks mais clássicos, trazendo uma nova versatilidade ao visuais mais elegantes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.