O estilista japonês Issey Miyake, que teve uma carreira de sucesso de mais de meio século, faleceu aos 84 anos, anunciou esta terça-feira uma funcionária da sua empresa em Tóquio.

"Ele morreu na noite de 5 de agosto", disse a fonte por telefone à AFP, que não se quis identificar. Também não quis adiantar detalhes sobre o falecimento de Miyake.

De acordo com a Reuters, o designer faleceu devido a um cancro no fígado.

Miyake integrou o grupo de jovens estilistas japoneses que deixou sua marca, em Paris, na década de 1970, e tornou-se sinónimo de sucesso e um ícone de moda do Japão, na década de 1980. Tornou-se famoso pelo seu estilo de roupa confortável de alta tecnologia, que nunca amarrotava, deixando de lado a grandiosidade da alta-costura em favor do que ele chamava simplesmente de "fazer coisas". Foi também o autor da gola alta preta, que se tornou imagem de marca do amigo e fundador da Apple, Steve Jobs.

O estilista nasceu em Hiroshima, em 1938, e tinha apenas sete anos quando a bomba atómica foi lançada sobre a cidade, enquanto ele estava na escola.

Issey Miyake sempre teve alguma relutância em falar sobre o assunto pois não queria ser conhecido por ser “o estilista que sobreviveu à bomba”, como partilhou em 2009, numa peça que assinou no New York Times, como parte de uma iniciativa para levar o presidente dos EUA à época, Barack Obama, a visitar a cidade.

Foram as revistas de moda da sua irmã que o inspiraram a seguir a profissão. Criou o Miyake Design Studio, em 1970, em Tóquio e pouco depois abriu sua primeira loja em Paris. Na década de 1980, no auge da carreira, Miyake começou a experimentar com materiais como plástico, metal, arame e até papel artesanal japonês.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.