Assume-se como uma festa da cozinha portuguesa com “oferta vasta e rica, permitindo escolher entre a cozinha das Ilhas, do Alentejo ou do Algarve, do Minho ou de Trás-os-Montes, percorrendo assim as regiões e o país sem sair do recinto”.

Em Vila do Conde, os jardins da Avenida Júlio Graça, tornam-se, de 23 de agosto a 1 de setembro, numa enorme cozinha onde cabe todo o Portugal culinário, com a presença de seis restaurantes, seis petisqueiras, bares e esplanadas e tabernas.

Este ano a iniciativa vem com dedicatória a uma leguminosa, o “Feijão & Companhia” servido no Restaurante Temático. Uma homenagem em ano de comemorações do quinto centenário da viagem de circum-navegação de Fernão de Magalhães. Foi no território do atual Chile que a nau Victória, largada a 6 de setembro de 1519 do sul de Espanha, passou do Oceano Atlântico para o Oceano Pacífico. Aí deixou a sua “pegada” com a atribuição do nome do navegador português ao estreito que separa os dois mares.

Relembrando este facto, a organização da Feira, vê a ligação direta entre o nosso país e a cordilheira dos Andes. E esta é feita através do feijão que, citando a página da autarquia vila-condense,  “recentemente, um grupo de Cientistas da Universidade Nova de Lisboa, concluiu na sua investigação, que o feijão português (representa 75% do consumo de leguminosas em Portugal) é muito semelhante ao feijão do sul da América (base primordial da alimentação daqueles povos), podendo, pois, inferir que foi de lá que ele veio para Portugal”.

Um certame onde não vão faltar dezenas de espaços de venda de produtos regionais, uma livraria gastronómica e a inevitável animação diária.

A festa tem entrada gratuita e funciona nos seguintes horários: Sextas, sábados e domingos, das 12h00 às 24h00 e nos restantes dias, das 17h00 às 24h00.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.