A informação foi avançada no comunicado diário da Autoridade de Saúde Regional, indicando que no âmbito do rastreio à chegada ao arquipélago foi diagnosticado um homem de 21 anos, “não residente na região, proveniente de ligação aérea com território continental português, que realizou teste de despiste ao SARS-CoV-2 com resultado positivo à chegada à ilha de São Miguel”.

Foram ainda “identificados 10 casos no âmbito das cadeias de transmissão em investigação epidemiológica na ilha de São Miguel”.

No “contexto da investigação epidemiológica relacionada com um estabelecimento de diversão em Ponta Delgada”, foram diagnosticados quatro casos positivos em São Miguel que se reportam a duas mulheres, de 36 e 51 anos, e dois homens, de 19 e 62 anos, e ainda três casos positivos na ilha de São Jorge, referentes a duas mulheres de 26 e 28 anos, e a um homem de 46 anos.

No âmbito da investigação epidemiológica de outro caso anteriormente reportado, foram diagnosticados em São Miguel um homem de 42 anos e uma menina de nove anos, “tendo já sido realizada colheita de amostra biológica dos contactos próximos de alto risco e determinado isolamento para docentes, trabalhadores não docentes e respetiva turma de um estabelecimento de ensino em Ponta Delgada”.

Há ainda um caso positivo em São Miguel relativo a uma mulher de 55 anos, “relacionado com a cadeia de transmissão em investigação epidemiológica centrada na Ribeira Grande”.

O boletim diário assinala ainda a recuperação de um homem de 30 anos, na ilha de São Miguel, o que eleva para 243 o número de casos recuperados no arquipélago.

Até ao momento, foram detetados na região 483 casos de infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, que causa a doença covid-19.

Há atualmente 159 casos positivos ativos, dos quais 124 em São Miguel, 17 na Terceira, um na Graciosa, seis em São Jorge, seis no Pico, três no Faial, um em Santa Maria e um na ilha das Flores.

Desde o começo da pandemia morreram 16 pessoas na região com covid-19, todas em São Miguel.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.251.980 mortos em mais de 50 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.