Pedem-nos para utilizarmos mais os transportes públicos, fazer reciclagem dos resíduos ou optar por energia renovável, por exemplo. Porém, também é possível reduzir a pegada ecológica quando nos sentamos à mesa. E a solução pode ser mais simples do que pensa: uma alimentação de base vegetal.

De acordo com a Associação Vegetariana Portuguesa, produzir um quilo de carne implica mais de 15 mil litros de água, 7,9m2 de solo e 16Kg de dióxido de carbono, enquanto para a mesma quantidade de cereal bastam 1300 litros, 1,5m2 e 0,8Kg de dióxido de carbono.

O consumo de carne e peixe tem um impacto ambiental considerável e a indústria da pecuária é uma das mais poluentes, mais do que todo o sistema de transportes mundial em simultâneo, refere a AVP.

Perante este cenário, damos sete sugestões de restaurantes portugueses onde a alimentação de base vegetal, produção biológica, ingredientes sazonais e produzidos localmente são mais regra do que exceção.

*artigo escrito em parceria com a Associação Vegetariana Portuguesa.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.