O anjo Lehahiah rege entre os dias 8 e 12 de setembro e a sua essência é obediência aos valores superiores que assim, sufocam as rebeliões da natureza emotiva e nos permite desvincular-nos do injusto externo. Esta obediência é a arte, a mestria de não reagir contra o injusto com fúria, cólera ou rebelião, mas com a sabedoria libertadora dos níveis inferiores.

Na Invocação pedimos ao anjo Lehahiah: faz que a minha voz e o meu gesto possam acalmar os espíritos coléricos; faz que eu seja um exemplo de generosidade e devoção; faz que o meu coração e o meu cérebro vivam em perfeita harmonia.

Na Exortação Lehahiah diz-nos: é preciso sempre alguém para se ocupar das pequenas coisas uma vez que as ideias gerais foram proclamadas; e Eu escolhi-te a ti, peregrino, para essa tarefa. Tenta, peregrino, ser, a todo o momento, o executante imparcial das exigências cósmicas.

Os dons do Anjo Lehahiah são, entre outros: compreensão da estrutura do universo e compreensão das leis divinas; favorecimento em petições públicas e particulares e a aplacação da cólera, a própria e a dos outros.

Excertos do livro Invocações e Exortações dos Anjos da Guarda.

Filomena Villas Raposo
anjodaguarda@sapo.pt

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.