Os meses de maior calor acabam por ter consequências para os terrenos relvados. Depois do verão, as superfícies de relvado tendem a ficar espalmadas. Em consequência disso, as raízes conservam escassas quantidades de ar e de água e a relva acaba, depois, por se deteriorar. Para evitar esta situação, deve arejar o relvado, fazendo furos no solo com uma ferramenta pontiaguda, como uma forquilha, que consiga penetrar a 10 centímetros de profundidade.

Repetido com alguma regularidade neste período do ano, este gesto acaba por ter um efeito preventivo que se refletirá, mais tarde, na qualidade e na preservação das zonas relvadas, como asseguram inúmeros jardineiros. Os meses de setembro e outubro são a melhor altura para empreender esta tarefa. Pode executá-la em qualquer altura mas, para obter melhores resultados, deve alterná-la, realizando-a uma vez num dia de sol e depois num dia de chuva.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.