Ao final desta quarta-feira, Catarina Raminhos fez uso das redes sociais para contar aos seguidores a história que marcou a madrugada desse dia.

"Esta noite, depois de acordar muitas muitas vezes, vi que eram 5 e meia da manhã e desisti de tentar dormir. Vim para 'aqui' ler mensagens e comecei a falar com a minha amiga Nina que também veio de férias - e também não conseguia dormir. 'E se fôssemos ver o sol nascer?' Boa, disse eu, e nisto ela já estava aqui à porta", começou por dizer.

E continuou: "Vou só vestir-me. 'Deixa, não percas tempo, também vesti a primeira coisa que encontrei'. E assim enfiei uma sweat e saí de pijama e chinelos. A cidade ainda estava a despertar, deserta e silenciosa. Caminhámos uns 15 minutos até à praia e fomos reparando nos detalhes dos edifícios, nas ruas tão diferentes, nas pessoas. Chegámos à praia e ficámos ali na areia, em silêncio, a vê-lo nascer no mar. E ainda fomos molhar os pés na água quentinha".

A caminho de casa, deparou-se ainda com uma mensagem que lhe ficou na memória. "Na vinda, encontrei este anúncio numa paragem. 'Don’t matter' ['não importa']. E pensei que de facto não importa estar de pijama e chinelos na rua, numa cidade que não é a minha. O que importa é 'não perder tempo', como ela me disse. Ter ido ver o sol nascer, molhar os pés e tornar este dia um nadinha maior e um tanto especial", rematou.

Leia Também: Saúde mental. Catarina Raminhos recebe "preciosa ajuda de profissional"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.