O parlamento aprovou na passada semana um diploma que consagra o "direito ao esquecimento", impedindo que pessoas que tenham superado doenças graves, como cancro, sejam discriminadas no acesso ao crédito ou seguros.

A notícia foi muito bem recebida por Fernanda Serrano, uma vez que ela própria passou por este flagelo, tendo em conta a sua condição de antiga doente oncológica.

"Muito importante quando fazemos seguros! Fui um caso real de discriminação por ter histórico clínico grave... agora temos esta hipótese", nota nas stories da sua conta de Instagram.

"Seriedade e honestidade por vezes não compensa, parece fazerem crer! Incrivelmente infeliz a sensação de não podermos ser considerados 'eleitos' para podermos ter um seguro de saúde", termina.

Notícias ao Minuto

A opinião da atriz sobre o assunto© Instagram - Fernanda Serrano

Leia Também: Parlamento aprova "direito ao esquecimento" para quem superou cancro

Leia Também: Liga Contra o Cancro saúda aprovação do direito ao esquecimento

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.