No episódio de "Casados à primeira vista" emitido pela SIC no horário das 19h00 do dia 11 de dezembro de 2019, quatro dos participantes, Hugo Dias, Inês Lua, Bruno Fernandes e Tatiana Oliveira, foram filmados numa zona proibida do Cabo da Roca, o ponto mais ocidental da Europa Continental, no concelho de Sintra. Um telespetador que assistia ao programa não gostou de ver o grupo num penhasco de acesso interdito e não perdeu tempo a manifestá-lo.

No dia seguinte, queixou-se à Entidade Reguladora da Comunicação Social (ERC). "É inaceitável e indiscritível como a SIC passa este conteúdo na televisão, pondo em risco a vida de muitos jovens que não tenham consciência e responsabilidade para avaliar a estupidez desta graça", invocou o telespetador indignado. Depois de analisar aquele episódio do reality show apresentado por Diana Chaves, o organismo regulador deu-lhe razão, noticia hoje a TV Guia.

De acordo com a deliberação deste órgão fiscalizador, a que a revista teve acesso, as imagens exibidas são suscetíveis "de influir de modo negativo na formação da personalidade de crianças e adolescentes", pelo que só deveriam ter sido exibidas num horário entre as 22h30 e as 06h00, acompanhadas do círculo vermelho que muitas vezes surge no canto superior direito do ecrã. A SIC arrisca-se agora a pagar uma multa que pode ir dos 20.000 € aos 150.000 €.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.