Anda de norte a sul a tomar o pulso aos areais portugueses numa altura em que a nova normalidade exige novas normas. "A primeira coisa que se nota é que as praias estão silenciosas", desabafa Sara Santos, atriz e repórter. "Cerca de 80% das pessoas estão a respeitar as regras de distanciamento", refere. Em declarações à edição desta semana da revista TV Guia, a repórter de biquíni da CMTV fala da experiência e admite ter sido vítima de racismo ao longo da carreira por causa do tom de pele.

"Sim, fui alvo de preconceito quando trabalhei nas novelas da TVI", desabafa. Um dos primeiros momentos em que Sara Santos o sentiu foi quando prestou provas para a série de televisão "Morangos com açúcar". "Soube que o dietor do projeto, o Hugo Sousa, viu o meu casting e disse que eu era a miúda ideal para a personagem Simara mas houve alguém que questinou logo que a Simara não era preta. O Hugo ainda argumentou que no perfil não dizia se a personagem era preta ou branca", recorda.

"Percebo que eles têm de ter linhas gerais para os papéis. Só não entendo que alguém tenha de travar uma luta quando todas as características de uma pessoa encaixam numa personagem e esse ator não a pode fazer por causa da cor da pele", critica. "Vejo-me ao espelho e gosto muito do que vejo, sou mulher e sou africana", confidencia a quinta finalista do reality show "Big Brother VIP", em 2013. "Passei a mensagem que os pretos também são gente inteligente e bonita que sabe estar", considera.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.