O primeiro manifesto de quando as crianças vêm ao mundo é o choro. Chorar promove a abertura dos pulmões e inicia o seu funcionamento, provoca a saída dos fluidos das vias respiratórias para tornar possível a entrada de oxigénio. É o primeiro sinal de reação do bebé ao processo de adaptação e de sobrevivência fora do útero da mãe.

Linguagem além do choro

Nos primeiros meses de vida, as crianças descobrem outras formas de comunicar, para além do choro.

Sorrir, olhar, balbuciar, confortar-se sozinho são expressões que os bebés encontram quando não têm ainda a capacidade de comunicar verbalmente.

«Por volta dos cinco meses, o bebé sorri e agita-se quando está contente», diz a pediatra Maria José Lobo Fernandes, continuando: «Quando há alguma coisa que o diverte, ele ri-se, bate as pernas e os braços… todo o corpo reage!»

A médica especialista acrescenta: «Se somarmos todas as expressões que os bebés têm nos primeiros tempos, observa-se que, de facto, choram muito, mas ao final de oito dias o que é habitual é a mãe e o pai interpretarem os diversos choros da criança.»

O choro acontece em várias etapas do dia no início de vida, geralmente aumentando nas primeiras oito semanas e depois começando a diminuir. Por esta altura, os pais começam a reconhecer e a descodificar todos estes sinais.

Em caso de dúvida, deve sempre colocar as suas questões junto da equipa de saúde.

Texto: Ana Margarida Marques

Siga este e outros temas sobre parentalidade no Facebook O Nosso Bebé.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.