O período mais dramático e vulnerável do desenvolvimento do bebé começa esta semana e continuará durante as próximas seis semanas. É nesta altura que todos os órgãos do bebé se começarão a desenvolver e a funcionar. Durante este “período embriónico” – é esta a designação – o bebé está particularmente susceptível a tudo o que possa interferir no seu desenvolvimento.

Neste preciso momento, o futuro bebé é um embrião composto por duas camadas, o epiblasto e o hipoblasto, a partir das quais se desenvolverão os órgãos e todas as partes do corpo. Por esta altura, a placenta, ainda primitiva, é também composta por duas camadas. As suas células estão abrir caminho para o interior do revestimento do útero, criando espaços para a passagem de sangue, de modo a que a placenta já desenvolvida possa fornecer ao bebé em crescimento todos os nutrientes e oxigénio quando entrar em funcionamento no final desta semana.

Agora também já existe o saco amniótico que irá abrigar o bebé, o líquido amniótico que o amparará ao longo do seu crescimento e o saco vitelino que produz os glóbulos vermelhos do bebé e ajuda a fornecer nutrientes até a placenta estar pronta para assumir esta tarefa.

É mesmo verdade:

Após a concepção, o embrião começa a libertar o factor precoce da gravidez, de modo a evitar que o organismo o rejeite como um invasor.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.