Mesmo confinados em casa, não há razão para que não possamos alargar os nossos conhecimentos e até provarmos novos sabores, como chás.

Com a ajuda de Nina Gruntkowski, proprietária da plantação, e de Erika Kobayaski, especialista em "cerimónia do chá" e braço direito de Nina na colheita do chá, os interessados poderão receber em casa três chás diferentes (entre eles o Luso Chá) e prepará-los e prová-los no decorrer do workshop online, que acontece na plataforma Zoom no sábado, 6 de fevereiro, das 15h00 às 17h30.

“Divulgar a cultura do chá e o cerimonial com ele relacionado são um dos objetivos destes workshops, que convidam a uma imersão sensorial num mundo fascinante”, informa a Chá Camélia em comunicado.

As inscrições info@chacamelia.com, ou através do site terão de acontecer até 3 de fevereiro. Isto para que os chás cheguem aos domicílios a tempo do workshop.

A ação orça os 25,00 euros por pessoa.

Em 2011, Nina e Dirk tiveram a ideia de plantar chá em Portugal ainda no jardim de sua casa, no Porto. Aí, os primeiros 200 pés de Camellia sinensis, a planta do chá, foram plantados e cuidados com dedicação.

Três anos volvidos, em 2014, os pés da planta de chá foram mudados para o terreno de Fornelo (freguesia de Vila do Conde). Nascia a plantação de Chá Camélia, única na Europa continental (nos Açores, na Ilha de São Miguel, encontramos a plantação de chá Gorreana, de escala industrial).

Em 2019, surgia a primeira produção de chá verde na Chá Camélia. Doze quilos de chá seco a partir de quase 60 quilos de folhas frescas – tudo feito à mão, artesanalmente.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.