"Desde o dia 01 de março foram realizados cerca de 370 mil testes covid-19 em Portugal. Na semana de 20 a 26 de abril foi feita uma média de 13.240 testes por dia, um incremento de mais de 1.000 testes em relação à semana anterior", referiu António Lacerda Sales.

O secretário de Estado da Saúde, que falava na conferência de imprensa diária de acompanhamento da pandemia em Portugal, ao lado do subdiretor-geral da Saúde, Diogo Cruz, dedicou parte da sua intervenção inicial a números sobre testes e taxas, lembrando que os primeiros casos da doença covid-19 foram detetados em Portugal a 02 de março.

"Já antes estávamos a preparar-nos para a pandemia (...). E continuaremos empenhados neste caminho", disse António Lacerda Sales.

O governante especificou, ainda, que a taxa de letalidade global é de 3,9%, enquanto a taxa de letalidade acima dos 70 anos é de 13,9%.

Já no que diz respeito a pessoas em tratamento domiciliário, este valor corresponde a 86,5%, enquanto em internamento é de 3,8%, sendo 0,7% em unidade de cuidados intensivos 3,1% em enfermaria.

Portugal regista hoje 948 mortos associados à covid-19, mais 20 do que na segunda-feira, e 24.322 infetados (mais 295), indica o boletim epidemiológico divulgado hoje pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Comparando com os dados de segunda-feira, em que se registavam 928 mortos, hoje constatou-se um aumento de óbitos de 2,2%.

Relativamente ao número de casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus (24.322), os dados da DGS revelam que há mais 295 casos do que na segunda-feira, representando uma subida de 1,2%.

A região Norte é a que regista o maior número de mortos (546), seguida da região Centro (194), de Lisboa e Vale do Tejo (185), do Algarve (12), dos Açores (10) e do Alentejo que regista um caso, adianta o relatório da situação epidemiológica, com dados atualizados até às 24:00 de segunda-feira.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.