Metade da população mundial menstrua mensalmente e a maioria luta contra diversos efeitos colaterais dolorosos. Embora comuns, os sintomas são pouco pesquisados, assim como tantos assuntos sobre a saúde da mulher. O chamado Gender Health Gap descreve essa lacuna e mostra que as mulheres foram historicamente negligenciadas em medicina e estudos.

Em maio de 2020, a Womanizer lançou o estudo Menstrubation (menstruação + masturbação), o primeiro estudo clínico do mundo feito para descobrir se a masturbação pode ajudar a aliviar as cólicas menstruais. Um total de 486 pessoas que menstruam participaram neste estudo. O resultado: sim, a masturbação ajuda a aliviar as cólicas menstruais.

Em primeiro lugar, por que as mulheres sentem cólicas menstruais?

Johanna Rief, diretora de empoderamento sexual da Womanizer, explica: "Durante a menstruação, o útero contrai na forma de espasmos para libertar o endométrio que cresce durante o mês para para abrigar uma possível gestação. Isto causa cólicas. As contrações do útero também são controladas pela hormona prostaglandina. Esta hormona é um mensageiro da dor e também está envolvido na inflamação, por exemplo. Quanto maior for o nível de prostaglandina, mais intensa poderá ser a dor."

A masturbação é recomendada por 90 por cento

As respostas para a pergunta se a masturbação ou a medicação funcionou melhor para as cólicas menstruais foram iguais para os dois métodos: 43% escolheram a medicação, 42% a masturbação. As respostas mais comuns das 15% participantes restantes foram: uma combinação de ambos, calor, CBD (óleo), sono e exercício. 90% recomendariam a masturbação para alívio das cólicas e 85% planeiam manter a rotina de masturbação após o estudo.

A intensidade e frequência da dor diminuem notavelmente

As participantes registaram a intensidade e a frequência da dor todos os meses numa escala padrão de 10 pontos. Os resultados mostram que os dois parâmetros diminuíram notavelmente ao longo da fase de teste. E ainda mais notável: mesmo após o mês de controle, os valores ainda estavam mais baixos do que no início da fase de teste.

A intensidade média na pesquisa inicial foi de 6,7 pontos, após o fim da fase de teste, apenas 5,4. Isto corresponde a uma redução de 1,3 ponto. Após o mês de controle, este valor foi de 5,9 e, assim, ainda 0,8 ponto abaixo do valor inicial. O mesmo efeito também foi visível na frequência de cólicas menstruais. Em média, a pontuação foi de 7,4 pontos na linha basal, mas após a fase de teste a pontuação diminuiu em 2,8 pontos e ficou em 4,6. Após o mês de controle, o valor foi 6,7, o que ainda corresponde a uma redução de 0,7 pontos.

Por que a masturbação pode ajudar a aliviar as cólicas menstruais?

Johanna Rief diz: "Após o orgasmo, ocorre a libertação de várias hormonas, incluindo a dopamina que reduz o stresse e ativa uma felicidade interior. Como resultado, outros processos físicos ocupam uma posição secundária. Isto é parecido com o alívio de dor. Além disso, o metabolismo e a circulação sanguínea são estimulados. Ambos neutralizam a dor. Finalmente, durante o orgasmo, os músculos contraem e relaxam, o que pode aliviar cólicas dolorosas. Embora sejam mais fortes durante e após o orgasmo, esses processos químicos também acontecem durante a masturbação, apenas de uma forma um pouco menos intensa."

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.