Rachael Bland, jornalista e apresentadora da BBC Radio 5 Live, morreu esta quarta-feira, dois dias depois de uma despedida emotiva no Twitter.

Os 10 sintomas menos conhecidos do cancro da mama
Os 10 sintomas menos conhecidos do cancro da mama
Ver artigo

A confirmação da morte foi avançada esta quarta-feira pelo marido, Steve Bland, através daquela rede de microblogging.

"A nossa corajosa e linda Rachael morreu pacificamente esta manhã, cercada pela família próxima. Nós todos estamos de coração partido e a lacuna que ela deixa na nossa perfeita pequena família nunca será preenchida", escreveu o marido na conta de Twitter da jornalista.

"Vocês nunca saberão o quanto essas mensagens foram importantes para ela e para nós. Sentiremos muito a falta dela, mas não poderíamos estar mais orgulhosos do que ela alcançou nestes 40 anos. E estamos sinceramente confortados pelo impacto que ela deixou em tantas vidas. Obrigado", disse ainda Steve Bland num comunicado avançado pela família.

Também a BBC publicou um especial sobre a vida de Rachael Bland na sua página. A jornalista é recordada como uma "colega preciosa".

Em novembro de 2016, Rachael Bland foi diagnosticada com um cancro de mama. Um mês depois iniciou os tratamentos de quimioterapia e foi submetida a uma mastectomia. No entanto, o tumor foi dignosticado numa fase tardia e a doença metastizou-se.

Rachael Bland partilhou a luta contra a doença no podcast "You, Me and the Big C", assim como no blogue "Big C Little Me". Na segunda-feira, depois de os médicos lhe darem dias de vida, a jornalista decidiu publicar uma mensagem de despedida para os ouvintes e amigos no Twitter.

"Nas palavras do lendário Frank Sinatra, temo que o momento tenha chegado, meus amigos. E repentinamente. Foi-me dito que tenho dias (de vida). É muito surreal. Muito obrigada a todos pelo apoio que tenho recebido", escreveu, em tradução do inglês. "Au revoir, meus amigos", concluiu, após garantir a continuação da transmissão do programa "You, Me and the Big C" que ficará a cargos das outros duas apresentadoras.

Estes são os sintomas de cancro mais ignorados pelos portugueses
Estes são os sintomas de cancro mais ignorados pelos portugueses
Ver artigo

Rachael tinha 40 anos e um filho de dois, Freddie Bland. Em entrevista ao Huffington Post, a jornalista que trabalhou durante mais de 15 anos na BBC, revelou que estava a deixar presentes para o seu filho abrir nos próximos 18 anos.

Bland deixou ainda um guia para que a criança, assim como uma coleção de cadernos e perfumes para que Freddie tenha memórias da mãe.

"O principal é que ele se lembre de mim de alguma forma enquanto ainda é pequeno. Espero que este guia e estas prendas deixem uma marca do meu amor que é para toda a vida", revelou a jornalista num artigo publicado a semana passada no referido jornal.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.