O sistema imunitário protege o corpo humano de forma contínua contra doenças infecciosas, bactérias, vírus e parasitas. Existem dois tipos de imunidade. A imunidade inata é a primeira linha de defesa. É constituída pelas barreiras físicas, como a pele e as mucosas, e barreiras fisiológicas, como as lágrimas e a saliva, além de células que destroem agentes patogénicos.

A imunidade adaptativa trata ameaças de agentes específicos e cria anticorpos para destruir esses agentes. Essas ameaças são memorizadas e reconhecidas no caso de uma reinfecção.

Veja o vídeo explicativo

A chave do sistema imunitário é o sistema linfático. Os gânglios linfáticos filtram os microorganismos do sangue. A medula óssea produz células-estaminais, que podem transformar-se em glóbulos vermelhos ou brancos.

Os macrófagos são as "células que comem", movendo-se pelo corpo à procura de agentes patogénicos.

O baço armazena e produz glóbulos brancos, também chamados de leucócitos, que identificam e eliminam esses agentes patogénicos. Entre eles, os basófilos são os que alertam quando um invasor aparece.

Os eosinófilos atacam e matam parasitas. Os linfócitos B criam anticorpos para lidar com ameaças específicas. Já os linfócitos T destroem as células infetadas.

O vídeo apresentado é um produto da agência de notícias France-Presse e está narrado em português do Brasil.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.