As luzes de Natal estão por todo o lado nesta altura: na árvore, nas janelas, no jardim... Enfim, todos os lugares são bons para expressarmos o nosso lado mais natalício.

Mas sabia que a escolha da iluminação de Natal pode aumentar cerca de 40 vezes mais o custo das suas faturas de energia?

A Selectra, especialista na comparação de tarifas de energia, fez as contas e conta-lhe tudo neste artigo!

Quais as luzes mais económicas?

Existem dois elementos importantes a ter em conta no momento de escolher as luzes de natal para decorar a sua casa: o número de watts (W) e o tipo de lâmpada.

O número de watts corresponde à potência que as lâmpadas vão utilizar durante os momentos de consumo, ou seja, quanto maior for esse número, maior será o custo de energia associado.

Relativamente ao tipo de lâmpada e, embora já praticamente todas as decorações natalícias utilizem luzes LED económicas, ainda se encontram alternativas que dão a opção de colocar lâmpadas convencionais, e a escolha destas últimas pode ter um impacto bastante forte no seu orçamento.

Dicas para poupar na decoração natalícia

1. Estabeleça um horário para ligar as luzes de Natal

Caso tenha contratada uma tarifa bi-horária, este conselho é particularmente importante, uma vez que a definição de um horário específico para ter as luzes ligadas pode ser uma excelente estratégia para poupar durante este mês.

Se esta for a sua intenção, opte então por ligá-las apenas durante as horas de vazio (22h-8h), recorrendo à ajuda de um temporizador que lhe facilita esta tarefa.

2. Escolha locais estratégicos para instalar a iluminação decorativa

Uma árvore de Natal sem luzes é algo impensável para muitas pessoas, mas é fácil deixarmos-nos levar pelo encanto desta época e exagerar na quantidade de iluminação que instalamos em nossas casas.

No entanto, de modo a evitar que o espírito natalício se reflita também nas suas faturas de energia, deve escolher apenas os locais mais convenientes para colocar as luzes de natal e apostar noutro tipo de elementos decorativos nos restantes espaços.

3. Aposte nos elementos naturais

A decoração de Natal vai muito além da iluminação! Folhas caídas, pinhas, pedaços de azevinho ou até pedaços de musgo são ótimos elementos decorativos durante esta época.

Para além de serem recursos bastante acessíveis, não têm também qualquer tipo de custo associado à sua utilização.

4. Utilize outro tipo de iluminação

Nem todos os focos de luminosidade têm de estar obrigatoriamente ligados à corrente elétrica! As velas, por exemplo, são uma alternativa às típicas luzes de Natal, que não só servem o mesmo propósito de iluminar, como ainda dão um ambiente mais acolhedor à casa.

5. Guarde as luzes de natal com cuidado no final da temporada

Acabadas as festividades, segue-se a tarefa de guardar tudo para ser reutilizado no próximo ano. Para além de ser aconselhável arrumar tudo o antes possível, de modo a limitar o consumo energético, este é um trabalho que deve ser feito com cuidado.

Isto porque, aparelhos em mau estado de conservação têm tendência a consumir mais energia e por esse motivo, o melhor é evitar que estes fiquem danificados ou expostos a humidade.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.