"No decorrer de uma ação de fiscalização rodoviária no âmbito da operação “ECR Veículos Pesados”, os militares da Guarda detetaram a manipulação do sistema de gestão da utilização do Adblue, que evitava que os veículos necessitassem deste aditivo para circular, elevando as emissões de óxido de azoto produzidas no seu normal funcionamento e adulterando os dados de controlo a que o mesmo se destina a registar, aumentando assim as quantidades de gases poluentes emitidas", informa a Guarda Nacional Republicana (GNR) em comunicado.

"Os veículos foram apreendidos para posterior peritagem e verificação do funcionamento das alterações aos sistemas mencionados", acrescenta.

"A Guarda Nacional Republicana relembra que o uso de AdBlue no Sistema SCR (Selective Catalytic Reduction), tem como objetivo reduzir significativamente as emissões de óxido de azoto prejudiciais ao ambiente e dessa forma cumprir com os rigorosos limites de emissões de gases estabelecidos pelas normas europeias (Euro 6) e americanas, para os veículos automóveis", lê-se a nota.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.